Quatro projetos vencem quarta edição do Orçamento Participativo de Ponta Delgada, num investimento total de 265 mil euros

Foram quatro, de um total de 17 aprovados para votação, em sede de comissão de análise técnica, os projetos vencedores da quarta edição do Orçamento Participativo (com caráter deliberativo) de Ponta Delgada. Os projetos foram apresentados publicamente, esta quarta feira, dia 22 de novembro, no Centro Municipal de Cultura e totalizam um montante global de 265 mil euros.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, o primeiro projeto vencedor foi a criação, já a partir de 2018, de instalações sanitárias adaptadas a pessoas com mobilidade condicionada. O projeto será criado no centro da cidade (freguesia de São Sebastião), e tem um valor global de 40.000 euros.

Quanto ao segundo projeto vencedor, no valor de 75.000 mil euros, abrange duas freguesias e visa o arranque das obras de melhoramento do trilho da orla costeira entre os Fenais da Luz e Capelas.

Em terceiro ligar, na votação pública do OP Ponta Delgada, ficou a requalificação do Largo da Igreja da Fajã de Baixo e valorização do espaço público envolvente. Um projeto que tem um custo global de 75.000 euros.

O quarto e último projeto vencedor, também no valor de 75.000 euros, foi o que propôs o avanço das obras de beneficiação e alargamento da rua da Nazaré, localizada na freguesia da Fajã de Cima (beneficiação da circulação de pessoas e viaturas) .

A votação dos projetos apresentados ao Orçamento participativo de Ponta Delgada 2017/2018 decorreu entre 16 de outubro e 17 de novembro.
No total, foram apresentados, em 10 dez encontros de participação, 52 projetos. Participaram186 pessoas, registando-se um total de 2.934 votos.

Na apresentação dos projetos vencedores, o Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, reafirmou a importância da participação dos cidadãos nas decisões do Município, uma vez que esta aproxima, no caso concreto, o Poder Local das pessoas, sublinhando que, assim, se “ajuda a promover uma educação democrática”.

“Este é o melhor meio pedagógico de informar e convocar todos à participação, à decisão, através do voto”- acentuou, agradecendo a todos os proponentes das 24 freguesias do concelho de Ponta Delgada e a todos quantos colaboraram em todo o processo da quarta edição do Orçamento Participativo de Ponta Delgada.

José Manuel Bolieiro sublinhou que a Câmara, além da votação presencial, também na carrinha do OP que, como habitualmente acontece, circulou por todas as freguesias, de acordo com os horários definidos pelas Juntas, e da votação online, foi criada uma nova plataforma de voto, ou seja, através de SMS. Mesmo assim, esta edição do OP teve menos votação do que a anterior, o que poderá ter a ver com o facto de termos tido eleições autárquicas.
Mesmo assim, considerou que a votação foi positiva e que o Orçamento Participativo de Ponta Delgada, com caráter deliberativo, está a cumprir os seus propósitos e é extremamente positivo.

“O Município sente-se honrado pelo concretizado e podemos afirmar que há propostas que podem ser exequíveis no prazo de um ano. No entanto, gostaria de deixar um apelo para que haja uma maior participação, por parte dos cidadãos e das próprias Juntas de Freguesia, no nosso Orçamento Participativo” – concluiu.

DL/CMPD

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*