Autarquia lagoense aposta na tradição do presépio para a quadra natalícia

Nesta época natalícia, a Câmara Municipal de Lagoa irá apostar num modelo diferente do Mercadinho de Natal, realizando o evento na Praça de Nossa Senhora do Rosário e retomando a tradição dos presépios.

“É aqui que está a diferença neste Natal, nas cinco freguesias, faremos chegar aspetos que têm a ver com a nossa cultura, que têm a ver com a arte bonecreira e o presépio tradicional. É nisso que contamos, que a Lagoa seja, efetivamente, um ponto obrigatório de paragem durante a quadra natalícia”, salientou Cristina Calisto, presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

A 7ª edição do Mercadinho de Natal será realizada apenas durante um fim de semana, dias 8, 9 e 10 de dezembro, enquanto que o tradicional presépio estará presente durante todo o mês de dezembro.

Este ano, o evento será realizado na Praça de Nossa Senhora do Rosário e não na Praça de Nossa Senhora da Graça, pelo facto, desta última, ser extremamente aberta e ventosa.

“As pessoas que estão nas barracas e os artesãos têm apresentado, como um elemento menos positivo, o facto de ser um espaço ventoso e também temos tido algum azar porque todos os Mercadinhos de Natal são marcados por mau tempo”, lamentou a autarca lagoense, decidindo, desse modo, retomar o Mercadinho de Natal na Praça de Nossa Senhora do Rosário, por esta ser mais pequena e fechada, garantindo melhores condições climatéricas para os comerciantes e visitantes.

Outra novidade para esta quadra natalícia, passa pela organização de um grupo musical da Associação da Câmara Municipal de Lagoa, que irá cantar, não somente durante a Festa de Nossa Senhora da Estrela, mas estendendo a presença desde o Natal até aos Reis, pelo concelho de Lagoa, desejando boas festas e um próspero Ano Novo a todos os lagoenses.

“Acho a iniciativa muito interessante, também faço parte do grupo e vejo isso, de uma forma, não só que os funcionários, os colaboradores da autarquia, se sentem motivados para o seu trabalho e próximos da equipa que os lidera, como também, percebem que a missão que esta equipa tem é também de estar próxima da população, de acolher as preocupações da população. Há problemas que nunca seremos capazes de resolver mas uma mensagem de esperança talvez ajude muita gente em determinados momentos e o Natal assim dita, é uma época propícia e portanto, dentro de aquilo que serão as nossas disponibilidades, estaremos por aí a cantar nas ruas da Lagoa”, explicou Cristina Calisto ao Jornal Diário da Lagoa, desejando que o Natal seja sinónimo de esperança para todos os lagoenses.

DL/AS

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*