“Jovens açorianos vêem a agricultura como atividade de futuro”

O Diretor Regional do Desenvolvimento Rural afirmou que a adesão crescente dos jovens açorianos à bovinicultura, mas também à área da diversificação agrícola, como as hortícolas, frutícolas e florícolas, é um sinal claro de que o setor tem futuro.

“Os jovens açorianos vêem a agricultura como uma atividade de futuro, querem dedicar-se a esta atividade”, frisou Fernando Sousa, que falava terça-feira durante a visita à exploração de uma jovem agricultora no concelho da Praia da Vitória, ilha Terceira.

Fernando Sousa salientou que esta visita a uma exploração dedicada à horticultura pretendeu demonstrar que, apesar da bovinicultura continuar a ser a principal fileira do setor agrícola na Região, “há cada vez mais jovens que vêm na diversificação uma oportunidade, devido ao maior consumo de produtos hortícolas, frutícolas e florícolas oriundos dos Açores”.

Segundo o executivo regional, no atual Quadro Comunitário de Apoio, o PRORURAL+ (2014-2020), já foram aprovadas 77 candidaturas de jovens agricultores, das quais 58 dizem respeito à bovinicultura, sendo 35 na área do leite e 23 na carne.

Relativamente à diversificação agrícola, o Diretor Regional do Desenvolvimento Rural adiantou que já foram aprovadas 19 candidaturas apresentadas por jovens agricultores.

Além do apoio recebido no âmbito da submedida 6.1, dedicada à instalação de jovens agricultores, Fernando Sousa salientou que a jovem agricultora terceirense cuja exploração visitou apresentou uma candidatura no âmbito do PRORURAL+ de quase 400 mil euros, sendo a despesa pública de 226 mil euros.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*