Artur Lima quer conhecer resultados dos milhões atribuídos à Associação de Turismo dos Açores

O Presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, Artur Lima, questionou, esta segunda-feira, dia 13 de novembro, os resultados práticos dos milhões de euros que se têm vindo a investir no âmbito dos contratos-programa celebrados entre a Região e a Associação de Turismo dos Açores – Convention and Visitors Bureau – TURISMO DOS AÇORES, no âmbito da política de promoção e divulgação do destino Açores.

Num requerimento entregue no Parlamento dos Açores, Artur Lima é exaustivo nas questões que coloca, com o intuito de obter respostas minuciosas às dúvidas colocadas, uma vez que, frisa, “o desenvolvimento do setor do turismo é fundamental para o crescimento e sustentabilidade da economia açoriana, como vetor complementar às principais atividades económicas da Região, associadas maioritariamente ao setor primário”.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, para o Líder Parlamentar popular, “a obtenção do desiderato principal definido nos estatutos da TURISMO DOS AÇORES tem o Governo Regional que celebrar contratos-programa com interesse para o desenvolvimento do turismo”, sendo que, “só o último contrato-programa celebrado entre o Governo da Região Autónoma dos Açores e a TURISMO DOS AÇORES, foi no valor global superior a 1,5 milhões de euros”.

Feitas esta considerações, Artur Lima quer saber concretamente “em que consiste o plano de ações de promoção turística da Região, desenvolvido pela TURISMO DOS AÇORES, e financiado pelo Governo Regional?”, solicitando “especificamente o plano de ações desenvolvido, no ano de 2017, pela TURISMO DOS AÇORES, visando a promoção turística da Região?” e requerendo “cópia deste documento, caso ele exista”.

Outra questão colocada pela bancada parlamentar do CDS-PP prende-se com os chamados “mercados”: “Quais foram os principais mercados emissores onde a TURISMO DOS AÇORES trabalhou a vertente de promoção turística da Região? Objetivamente porque razão foram escolhidos estes mercados emissores? Concretamente quais os resultados obtidos pelas ações de promoção turística desenvolvidas pela TURISMO DOS AÇORES nos mercados emissores escolhidos no ano 2017?”.

No que toca à participação da Região em feiras e outros certames internacionais de promoção e divulgação turística, Artur Lima quer saber ao certo: “Em 2017, a quantas Feiras e Workshpos se deslocou a TURISMO DOS AÇORES? Quais os resultados práticos deste investimento, quantas pessoas integraram as comitivas e qual o valor total de investimento?”, assim como questiona “quantas Viagens Educacionais foram pagas pela TURISMO DOS AÇORES?”, bem como “quais os resultados práticos deste investimento, para onde foram as viagens, quantas pessoas integraram as comitivas?”.

No domínio das campanhas, no âmbito do plano de ações de promoção turística da Região, os Deputados do CDS-PP perguntam, “em 2017, quantas Campanhas de Marketing em parceria com operadores foram pagas pela TURISMO DOS AÇORES?” e “quais os operadores envolvidos e quais os resultados práticos deste investimento?”.

Por fim, num rol superior a uma dezena de questões, os democratas-cristãos querem saber “quantas ações de Qualificação dos Produtos Turísticos foram realizadas pela TURISMO DOS AÇORES, com que objetivos e quais os resultados práticos deste investimento?”, bem assim, “em 2017, quantas Campanhas de Marketing e Publicidade Institucional foram pagas pela TURISMO DOS AÇORES, especificando pormenorizadamente quais as campanhas e que tipo de publicidade institucional foram feitas?”.

Recorde-se, a propósito, que, no passado mês, no plenário da Assembleia Legislativa da Região, no âmbito de um debate sobre a matéria, Artur Lima afirmou que “o turismo cresce nos Açores devido ao esforço que os nossos empresários, os trabalhadores do setor e os açorianos fizeram e fazem, apesar do Governo que temos”, contrariando a visão socialista, pois considera que aos privados “se devem os números apresentados e não a qualquer aposta do Governo, porque, sejamos sinceros, o Governo foi incapaz, na sua atuação, de ter um rumo para o turismo dos Açores”.

Para o Líder Parlamentar do CDS “o nosso turismo não cresceu por aposta deste Governo, mas, cresceu sim, apesar do Governo que temos”, criticando a maioria socialista que “procura tirar dividendos políticos do esforço dos nossos empresários e dos nossos profissionais do setor que arriscaram, que acreditaram e que trabalharam para os resultados obtidos, quando todos nós sabemos que este Governo, em relação ao turismo, o que nos ofereceu e, pelos vistos o que tem para nos oferecer, é apenas uma gestão em cima do joelho e uma desorientação estratégica generalizada”.

DL/CDS-PP

 

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*