Rui Luís entrega proposta à Ordem dos Médicos para idoneidades formativas

O Secretário Regional da Saúde revelou esta sexta-feira, dia 10 de novembro, em Angra do Heroísmo, que já enviou à Ordem dos Médicos uma proposta sobre idoneidades formativas nos Açores.

“Este mês, enviámos à Ordem dos Médicos uma proposta, sensibilizando os colégios de especialidades para a possibilidade de serem atribuídas idoneidades parciais, conforme previsto na lei, com os estabelecimentos a serem agrupados por critérios de complementaridade de serviços médicos, quer ao nível hospitalar, quer ao nível de centros de saúde”, afirmou Rui Luís.

O titular da pasta da Saúde acrescentou que esta medida permite a circulação dos médicos internos entre os vários hospitais, bem como pelos vários centros de saúde.

Rui Luís, que falava no final de uma reunião com o Presidente da Secção Regional do Sul e com a Delegada dos Açores da Ordem dos Médicos, reafirmou que “a fixação dos médicos é uma preocupação”, frisando que o Governo “tem vindo a adotar estratégias de médio e longo prazo”.

“O Conselho Regional de Saúde irá trabalhar em dezembro sobre esta temática da formação”, afirmou o Secretário Regional, defendendo que “os internos tem de ter as mesmas oportunidades do que os colegas que estão noutras regiões do país, nomeadamente ao nível da formação e ao nível da investigação”.

Rui Luís considerou ainda que a fixação de médicos não passa apenas por uma questão financeira, acrescentando que há outras medidas com impacto, para além da formação.

Segundo o executivo regional, nesse sentido, apontou a possibilidade de “permitir contratos a tempo parcial, de forma a que os médicos possam estar cá e, ao mesmo tempo, num grande centro com uma casuística mais elevada”, assim como “criar apoios ao nível do alojamento e do apoio às famílias”.

O Secretário Regional salientou que as preocupações da Ordem dos Médicos em relação à fixação de médicos são as mesmas que o Governo dos Açores tem vindo a manifestar.

Os concursos para abertura de vagas destinaram-se a 22 médicos, para as especialidades hospitalares e de medicina geral e familiar.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*