Polícia Marítima apreende arte de pesca de 3000 metros junto à costa norte de Santa Maria

A Policia Marítima do Comando-local de Vila do Porto, ilha de Santa Maria, autuou dia 5 de novembro, no âmbito de uma operação de fiscalização marítima, uma embarcação de pesca costeira, apreendendo uma arte de pesca com cerca de 3000 metros de comprimento, bem como os cerca de 20 Kg de pescado capturados por essa arte.

Durante essa operação, que durou quase 7 horas, a Policia Marítima surpreendeu embarcação de pesca costeira, que se encontrava a exercer a atividade de pesca com Palangre de Fundo numa zona proibida junto à costa norte da ilha de Santa Maria.

A referida arte de pesca, designada de palangre de fundo, com cerca de 3000 metros de comprimento e perto de 1000 anzóis, tinha acabado de ser colocada na água a pescar, em zona proibida e sem estar devidamente sinalizada, quando a embarcação de pesca infratora foi abordada pela Policia Marítima. De imediato foi ordenada a recolha da arte de pesca, dando instruções específicas para que todo o pescado capturado nos anzóis, que ainda estivesse vivo, fosse devolvido ao mar.

Toda esta operação foi acompanhada de perto pela Policia Marítima, que presenciou a devolução ao mar de diversos exemplares de safios e outro pescado diverso que ainda se encontrava vivo.

O restante pescado capturado, cerca de 20 quilos de peixe diverso, bem como a arte de pesca, foram apreendidos cautelarmente. A embarcação infratora foi escoltada pela Policia Marítima para o porto de Vila do Porto, em Santa Maria, e o pescado foi vendido em lota, ficando o dinheiro dessa venda apreendido à ordem do processo de contraordenação instaurado.

De acordo com a legislação em vigor vai ser instruído o respetivo processo de contraordenação que, face à gravidade das diversas infrações, é passível de aplicação de coima que poderá atingir um valor máximo de 37.000 €.

DL/AMN

 

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*