Operário sofre pesada derrota em casa

A equipa do Clube Operário Desportivo sofreu, este domingo, uma pesada derrota, como há muito não se assistia na Lagoa.

Em jogo da 8ª jornada do Campeonato de Portugal, Série E, os fabris acabaram por ser goleados na receção ao Pinhalnovense por 0-5. Foi um jogo atípico, onde o Operário mostrou sérias dificuldades e falta de eficácia.

A equipa da Lagoa entrou em campo com algumas ausências mas, segundo o treinador fabril, essas ausências não podem servir de desculpa para a derrota.

André Branquinho, na conferência de imprensa no final do encontro, referiu que assume os erros quando as suas indicações não são as corretas. Recordou que três primeiros golos foram sofridos por falta de concentração e falta de boa leitura tática dos lances, reforçando que tudo o que os jogadores fizerem nesses lances, foi o oposto do que tem sido trabalhado no modelo de jogo do Operário, no processo defensivo.

O técnico fabril admitiu que, à sua equipa, faltou a eficácia e maturidade do adversário, adiantando que não era esta a resposta que esperava dos seus jogadores, depois da vitória, fora de casa, alcançada na última jornada.

No encontro deste domingo, o Operário foi para o intervalo a perder por 0-3, tendo sofrido mais dois golos na segunda parte, o último já em tempo de compensação.

Apesar da posse de bola e da circulação do esférico, aos fabris faltaram as oportunidades e a eficácia, fruto também de um adversário que tinha a lição bem estudada e que explorou as lacunas da equipa da Lagoa.

Com este resultado, o Operário soma apenas sete pontos, estando já a 14 pontos do primeiro classificado.

De referir ainda que, antes do início da conferência de imprensa no final do encontro, o treinador do Operário esteve para não prestar declarações com a presença da televisão pública regional, nomeadamente a seção de desporto, alegando falta de respeito destes para com a sua pessoa, mas por respeito ao jornalista e operador presente em campo, decidiu prestar as declarações.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*