Há 27 anos acontecia a primeira geminação entre Lagoa e Bristol

Como era então o concelho de Lagoa quando começou a gestão autárquica do PS com o elenco Luis Martins Mota, RoberTo MedeirOs [presidente e vice-presidente] a tempo inteiro e Igor França [vereador], a meio-tempo na Câmara Municipal de Lagoa.

Recepção à delegação de Bristol R. I. composta por Halsey Herroshoff [Town Administrator], Davis Scott [assistant do T. A.], José Moniz [empresário de Bristol] e Manuel Estrela [jornalista d’O Jornal de Fall River].

A Cerimónia de assinatura do Protocolo de geminação foi na Sala de Reuniões da CML [edifício antigo], mas não faz parte deste video, mas sim de outro, só com a mesma. A delegação e autarcas lagoenses acompanhou a de Bristol numa visita ao então presidente do Governo Regional dos açores Dr João Mota Amaral.

ANeste video decorre um almoço de autarcas, no âmbito da geminação Lagoa-Bristol, no Caloura Hotel [antigo motel Caloura ainda]. Convívio entre a delegação americana com autarcas lagoenses e dos outros concelhos [por cortesia] na casa do vice-presidente da Câmara – RoberTo MedeirOs. A animação esteve a cargo do «recém-criado» Rancho de Folclore do Grupo Jovem Pauense, que na altura estava muito vocacionado para o teatro também. De tal forma que a Câmara Municipal de Lagoa viria a adquirir o Cine-Teatro Ferreira da Silva para actividades culturais e auditório, local onde desenvolveram suas actividades e sede, enquanto condições para isso ofereceu.

Este vídeo é “um dos que possuo” e para o qual posso documentar como era o concelho de Lagoa quando começou a sua mudança e evolução até aos nossos dias. Mas, é sobretudo uma forma de nos recordarmos das pessoas que participaram do início desta mudança desde 1989, [ainda em campanha politica até]. Não nos devemos esquecer deles nem tão pouco fazer de conta que eles não existem. nfelizmente isso tem acontecido e é preciso evitar a todo o custo, independentemente das cores partidárias e opções politicas que tomaram. De resto, o nosso concelho cresceu e desenvolveu-se com a colaboração de todos os lagoenses onde se incluem, os municipes pauenses, santa-cruzenses, cabouquenses, do Rosario e da Ribeira Chã.

A História do desenvolvimento da Lagoa deve ser contada de forma a amarmos e não a nos dividirmos politicamente. É assim que eu penso !

Por: RoberTo MedeirOs

Categorias: Comunidades, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*