Autárquicas 2017: Eleitos por Santa Cruz tomaram posse esta quinta feira

Tomaram posse esta quinta-feira, dia 19 de outubro, os eleitos da Freguesia de Santa Cruz, resultado das últimas Eleições Autárquicas de 1 de outubro.

Tomaram posse Sérgio Costa (PS), João Botelho (PS), José Raimundo (PSD). Carina Almeida (PS), Carlos Oliveira (PS), Lúcia Matos (PSD), José Tavares (PS), Débora Correia (PS) e Micaela Ponte (PSD).

Antes da tomada de posse do novo Presidente da Junta de Freguesia de Santa Cruz, o presidente da Mesa da Assembleia cessante, apelou à lealdade e ao sentido de servir desprendidamente.

António Borges que termina 32 anos de serviço na Junta, ao serviço da freguesia, destacou que com essa missiva, “todos de mãos dadas conseguem vencer os desafios”.

Recorde-se que o PS venceu, pela primeira vez, esta freguesia. Após tomar posse, Sérgio Costa, destacou a vontade da população que foi expressa nas últimas eleições e adiantou que será um presidente de “todos e para todos”.

O novo Presidente da Junta de Freguesia de Santa Cruz recordou que espera retribuir a todos o voto de confiança que lhe foi dado nas urnas, “o meu compromisso é o de garantir a atividade de um poder autárquico, firmado na resolução dos problemas, das pessoas e da freguesia, trabalhando com empenho, rigor e transparência”.

Sérgio Costa diz estar recetivo a ideias, sugestões e até críticas, desde que sejam construtivas, mas “em momento algum abdicarei da minha conduta ética e política”, recordou.

No âmbito desta Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia de Santa Cruz, e já no período da eleição dos membros do executivo, foi eleito para Secretário João Botelho, eleito por maioria (6 favor, 2 branco, 1 José Raimundo), sendo o Tesoureiro José Carlos Torres, também eleito por maioria (6 favor, 3 brancos).

Constituído o executivo da Junta, tomaram posse mais dois membros, eleitos pelo PS, Jorge Silva e Humberto Costa.

Na votação para a Mesa da Assembleia, foi eleito para Presidente Carlos Oliveira com seis votos a favor e três em branco, sendo que na sequência desta eleição, tomou posse mais um membro na Assembleia de Freguesia, neste caso, Maura Mota, eleita também pelas listas do PS.

Seguiu-se a eleições dos secretários da Mesa da Assembleia de Freguesia, tenho sido eleita para 1ª Secretária, Carina Almeida e para 2ª Secretária, Débora Correia, ambas eleitas por maioria (6 favor, 3 brancos).

No final da sessão, o novo Presidente da Assembleia de Freguesia de Santa Cruz realçou o facto de ser esta uma data memorável. “Desde o 25 de abril de 74, pela primeira vez, os santacruzenses, duma forma livre e democrática, deram a vitória inequívoca ao Partido Socialista”.

Carlos Oliveira adiantou ser esta uma responsabilidade acrescida por ter de fazer mais e melhor, “o que o mesmo será dizer, assumir o compromisso de cumprir com o que o PS prometeu ao povo de Santa Cruz através das propostas no manifesto eleitoral”.

O Presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia de Santa Cruz diz estar certo que “as palavras escritas de nada servem se não forem postas em prática tão importantes pretensões, visando o desenvolvimento da freguesia”.

“É um compromisso que queremos e desejamos honrar. A nossa freguesia precisa desenvolver-se mais a nível social, económico, cultural e desportivo. Tudo faremos para tornar esta freguesia mais apetecível”, referiu.

Carlos Oliveira adiantou ainda que o PS está ciente do trabalho que espera na Junta. “Esperamos um trabalho árduo, de afinco e de grande tenacidade para que consigamos atingir os nossos objetivos e a elevação da freguesia”.

“Todos os eleitos estão aqui para servir e não serem servidos, para propor e aceitar propostas e/ou ideias, desde que estas sejam arrojadas e credíveis, visando sempre o melhor para o berço da Lagoa”, recordou.

O Presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia de Santa Cruz deixou ainda um repto aos agora eleitos que tomaram posse, “estamos todos para respeitar e sermos respeitados, não valerá a pena picardias políticas, nem pessoais, que só contribuem para a destabilização de todos e em nada serve para o progresso de Santa Cruz”, destacou.

Recorde-se que nas Eleições Autárquicas de 1 de outubro, o PS obteve 65,65% dos votos (1.036) em Santa Cruz, elegendo seis mandatos, contra 29,40% (464) do PSD, que elegeu 3 mandatos. O PCP-PEV obteve 2,34% (37) não tendo elegido nenhum mandato.

Em Santa Cruz estavam 3.179 eleitores inscritos, tendo votado 1.578, tendo-se registado 16 votos em branco e 25 nulos.

DL

Categorias: Autarquicas, Local, Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*