João Manuel Ponte foi homenageado pelos seus 25 anos à frente da Comissão de Festas da SRA do Rosário

A Paróquia de Nossa Senhora do Rosário homenageou, no passado dia 7 de outubro, João Manuel Ponte, lagoense que há 25 anos presta serviço na mesma.

No decorrer das festas em honra de Nossa Senhora do Rosário, o Pde Silvano Vasconcelos, em nome da Paróquia e da Comunidade, pretendeu fazer esta homenagem a alguém que durante 25 anos dedicou grande parte do seu tempo em prol da Paróquia, com “dedicação e zelo”.

João Manuel Ponte é ainda membro ativo dos conselhos económico e pastoral onde desempenha um papel fundamental.

“Que a Virgem Maria o cubra com o seu manto e que o Santíssimo Sacramento o encha da sua Divina Graça”, assim foi homenageado.

O Pe. Silvano realçou ser este “um gesto de gratidão e simbólico por todo este tempo de trabalho e dedicação fincada”.

Segundo recordou, estar à frente de uma Comissão de Festas é uma tarefa não muito fácil, “há que estar preparado para ouvir elogios e críticas, umas fáceis, outras destrutivas, e portanto é necessário muito amor à Igreja o que significa muito amor à Comunidade”. Adiantou ser ainda o mínimo que se podia fazer a uma pessoa que deixa muita vezes a sua vida pessoal e profissional em segundo plano para acudir às necessidades paroquiais e da comunidade.

“Mais que falar importa trabalhar, importa dedicar o nosso tempo”, disse o pároco.

João Manuel Ponte entrou em 1992 para a Comissão de Festas de Nossa Senhora do Rosário e, ao Jornal Diário da Lagoa, disse receber esta homenagem com muito orgulho, admitindo que não esperava tal reconhecimento.

Ao longo destes 25 anos conta que derramou muitas lágrimas, muito suor, mas viveu muitos bons momentos de alegria e um desejo realizado.

Decorria o ano de 1992 e a Imagem Peregrina de Fátima passava pela Lagoa, e recorda que na altura, foram muitos os que diziam que a Igreja estava nas mãos de um rapazinho, pois “já passaram 25 anos e esse rapazinho dedicou o máximo de sua vida, o máximo da sua família, sem os quais não seria possível até porque sempre estiveram ao meu lado a incentivar e a apoiar”. Recorda as muitas noites mal dormidas, as lágrimas derramadas mas “eles sempre estiveram ao meu lado”, salienta.

Ao longo de um quarto de século à frente da Comissão de Festas, João Manuel Ponte recorda os que estiveram ao seu lado, porque sozinho nada fez. Entre tantos outros destaca os “dignos colaboradores” João de Viveiros, José Domingues, José de Arruda, Mário Jorge, …

Não esquece igualmente as entidades que estiveram e continuam sempre a ajudar a Comissão de Festas, caso da autarquia lagoense, desde o Eng. Martins Mota, o Eng. João Ponte e a Drª Cristina Calisto, assim como a Junta de Freguesia do Rosário que também sempre tem colaborado, desde Jorge França, Durval Faria e Gilberto Borges.

João Manuel Ponte não esquece ainda a juventude que tem ajudado e em quem continua a tentar incutir para que possam dar mais de si.

Nesta entrevista ao Jornal Diário da Lagoa admite que foram 25 anos difíceis, principalmente os primeiros anos, mas foram momentos que ajudaram a melhorar.

“O povo do Rosário pode continuar a contar com a minha dedicação e carinho”, diz João Manuel Ponte, que irá continuar mais algum tempo, à frente da Comissão de Festas, “não pela homenagem, até porque qualquer pessoa gosta de receber um carinho, mas pelo povo do Rosário, o qual respeito muito”, reforça dizendo que nestes 25 anos também tem como marca o apoio dos paroquianos e é por eles que vai continuar.

A finalizar esta breve entrevista reforça que “o rapazinho ainda está cá”.

DL

Categorias: Local, Religião

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*