Lagoa de prevenção face ao agravamento do estado do tempo

[Imagens em DIRETO da Baia da Cidade de Lagoa]

A Presidente da Câmara Municipal de Lagoa esteve, esta tarde, a percorrer todo o concelho, principalmente as zonas que oferecem mais situações de perigo em caso de tempestades.

Fonte da autarquia adianta que não se registou até a esta hora qualquer situação de perigo, estando o Serviço de Proteção Civil da autarquia a acompanhar todo o andamento do furacão Ophélia, a fim de precaver os lagoenses e garantir o bem estar de todos.

Para já aconselha-se que, todos cumpram todas as recomendações das autoridades competentes, do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores.

Recordamos que, face à passagem do Furação Ophelia, que vai continuar a condicionar o estado do tempo nas próximas horas, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda a população que tome as devidas medidas de autoproteção, reforçando as amarrações das embarcações ou fazer mesmo a mudança para local seguro; ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas, afastando-se de áreas baixas junto à costa.

O SRPCBA alerta igualmente para o facto de não serem praticadas atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos ou passeios à beira mar.

É importante consolidar telhados, portas e janelas das habitações e proceder ao corte ou poda das árvores próximas em risco de queda, se necessário procure informação na sua autarquia.

Guarde os objetos soltos do jardim. Um objeto, mesmo que o considere leve, projetado pelo vento forte pode causar grandes prejuízos materiais e até acidentes pessoais graves. Feche bem as janelas e persianas e mantenha limpos os sistemas de drenagem, bem como os adjacentes à sua residência, alerte as autoridades competentes.

Não circule sem necessidade. Pode atrapalhar a circulação das forças de segurança ou cair em buracos ocultados por lençóis de água; em locais não pavimentados, as águas podem causar erosão dos solos, levando à queda de muros, taludes, postes, entre outros.

DL/ fotos (c) CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*