Autárquicas 2017: Eleitos da Freguesia do Rosário tomaram posse

Tomaram posse, esta quarta-feira, dia 12 de outubro, os eleitos da freguesia de Nossa Senhora do Rosário, em resultado do ato eleitoral realizado no passado dia 01 de outubro.

No decorrer da Assembleia de Freguesia marcada para o efeito, depois da verificação legal dos eleitos, a Presidente da Mesa cessante deu posse aos novos eleitos.

Tomaram posse Gilberto Borges (PS), João Silva (PSD), Lucrécia Rego (PS), Paulo Rego (PS), José Câmara (PSD), Maria Encarnação Duarte (PS), Marta Furtado (PSD), Paulo Cordeiro (PS) e Liberal Costa (PS).

Gilberto Borges assumiu a presidência da Junta de Freguesia, tendo como Secretária Lucrécia Rego e Tesoureiro Paulo Rego, equipa que foi eleita com seis fotos favoráveis e duas abstenções.

Com a constituição do órgão deliberativo tomaram posse ainda Ana Medeiros Pereira, Carlos Rego e Eduardo Borges.

A votos foi ainda a constituição da Mesa da Assembleia de Freguesia que será liderada por Maria da Encarnação Duarte, terá como 1ª Secretária Ana Pereira e 2º Secretário Carlos Rego, tendo sido eleita, igualmente, com seis votos a favor e duas abstenções.

A presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia adiantou que nos próximos quatro anos, é preciso dar as mãos e trabalhar em conjunto para o bem da freguesia, porque segundo referiu, “a união faz a força, e só assim conseguimos levar o nosso barco para a frente”, disse Maria da Encarnação Duarte, num breve discurso.

Também o Presidente da Junta de Freguesia, Gilberto Borges, no seu discurso, aludiu à necessidade de união entre todos os eleitos, independentemente do partido, em prol da freguesia.

“Este é mais um compromisso que assumo e que me vou empenhar no melhor possível, procurando fazer as coisas com exatidão e honestidade, e esse vai ser sempre o meu lema”, disse Gilberto Borges.

O presidente reeleito nas últimas eleições adiantou que iria tentar ser o mais abrangente possível, e na Assembleia de Freguesia, “todos unidos podem trabalhar na mesma direção. A partir deste momento não existem partidos, existem cidadãos que vão trabalhar em prol da freguesia, e espero que assim aconteça como aconteceu na anterior legislatura”.

Gilberto Borges disse estar aberto às propostas de todos e se forem aprovadas serão executadas, independentemente do partido que vierem.

Recorde-se que, como resultado das Eleições Autárquicas de 01 de outubro, o PS venceu com 56,02%% dos votos (1.238) contra 35,61% do PSD (787). O PS elegeu 6 membros enquanto o PSD 3. O PCP-PEV também concorreu a esta freguesia tendo conseguido 3,21% dos votos (71), não tendo conseguido, contudo, eleger nenhum membro para a Assembleia de Freguesia.

DL

Categorias: Autarquicas, Local, Política

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*