Dores nas costas são a principal queixa dos doentes

A Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV) alerta para a importância de prevenir as dores nas costas, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Coluna, que se assinala a 16 de outubro.

“Em Portugal, as dores nas costas continuam a ser um dos principais motivos para ir ao médico. De forma geral, as doenças que afetam a coluna representam mais de 50 por cento das causas de incapacidade física nos adultos e são uma das principais causas de ausência no trabalho”, explica o ortopedista Manuel Tavares de Matos, presidente da SPPCV.

E sublinha: “É fundamental apostar na prevenção, diminuindo os esforços sobre a coluna quando esta se encontra dobrada sobretudo o levantamento incorreto de objetos pesados, os movimentos repetidos em flexão e rotação e as situações que transmitam trepidação. Deve evitar-se ainda a vida sedentária, efetuando regularmente exercício de baixo impacto (caminhadas, natação, hidroginástica, bicicleta…)”.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, a escoliose degenerativa do adulto (uma deformidade progressiva em que existe uma curvatura lateral da coluna), os problemas do disco, como por exemplo a hérnia discal e a espondilartrose (a artrose das articulações da coluna), são algumas das principais doenças que afetam a coluna e cujos sintomas podem deste modo ser atenuados.

Este ano, o Dia Mundial da Coluna tem como mote “As tuas Costas em ação” por forma a promover a importância do exercício físico e a melhoria da postura, como parte fulcral para a prevenção de lesões na coluna. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 1 em cada 4 adultos não é ativo o suficiente.

A SPPCV foi fundada em 2003 com o objetivo de promoção, estudo, investigação e divulgação das questões inerentes à problemática da prevenção, diagnóstico e tratamento das patologias da coluna vertebral. 

DL/Miligrama

Categorias: Saude

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*