Mosaico Park aproxima cidades irmãs de Bristol e Lagoa

O Mosaico Park em Bristol Rhode Island é um simbolo da amizade e do bom relacionamento entre as duas vilas irmas de Bristol, Rhode Island, nos Estados Unidos e de Lagoa, na ilha de S. Miguel, nos Açores. Por isso tem de se manter o seu explendor e o seu bom estado. E, por isso também, Cristina Calisto, presidente da Camara Municipal de Lagoa, enviou o calceteiro municipal João Luis Cabral para fazer a sua manutenção. O uso e as temperaturas negativas causaram o desgaste da calçadinha em joga de basalto que decora o pavimento do Mosaico Park.

A história do Mosaico Park conta-se em poucas palavras. Depois de em 1989 Luis Martins Mota e eu termos sido eleitos [17.12.1989] para presidente e vice-presidente da Camara Municipal de Lagoa, ficou assente que eu ficaria sendo o responsavel pelo estreitamento dos laços de amizade entre o concelho de Lagoa e os lagoenses emigrantes, em particular nos Estados Unidos e Canada.

Assim, em 11 de Abril de 1990 a Lagoa assinou o seu primeiro protocolo de geminação com a Vila de Bristol, Rhode Island. Deslocou-se à Lagoa Halsey Herroshoff, o administrador de Bristol acompanhado por seu assistente David Scott e dois emigrantes populares naquela comunidade, José Moniz e Manuel Estrela.

Decidimos em conjunto construir em Bristol um espaço público que pudesse ser utilizado pelas nossas comunidades. A Lagoa enviou pedra em joga miuda de basalto preta e branca de calcario para os Estados Unidos. Bristol decidiu que devia ser construido o Mosaico Park no cruzamento entre a Franklin Street e a Wood Street.

Alguns anos depois, em 1997 o novo administrador de Bristol “Parella” decidiu que estava na altura de se concretizar o projecto das duas vilas irmas e envolveu Fredrick Pacheco um emigrante entusiasta da comunidade em Bristol para coordenar comigo os trabalhos. Assim, José Soares, emigrante lagoense em Bristol, era um artista que trabalhara na Ceramica Vieira na Lagoa e seria escolhido para desenhar o Mosaico Park. João Luis Cabral foi o calceteiro enviado pela Lagoa e que com a colaboração dum servente da Camara de Bristol construiram o Mosaico Park. A inauguração seria em 10 de junho de 1997 e contou com muitos populares e emigrantes lagoenses. O presidente Luis Martins Mota deslocou-se comigo para a cerimónia.

Em 2017, Cristina Calisto, a presidente da Camara Municipal de Lagoa convidou os representantes das 10 cidades irmas de Lagoa pelo mundo em Junho passado para participarem no Forum de Cooperação Cultural, Educativa e Económica. Steven Contente, administrador de Bristol na i,possibilidade de se deslocar aos Açores envia os empresarios , José e Rosa da Ponte, Tony Avila, David Loureiro e Ann Man Marie Clarckson, que durante o Forum alertam a senhora presidente da Camara do desgaste e necessidade de se proceder à reparação do Mosaico Park.

Cristina Calisto prometeu enviar João Luis Cabral, o mesmo calceteiro que vinte anos antes construira o Mosaico Park, pois ainda era funcionario da autarquia. Eu decidi dar a minha colaboração também e o calceteiro deslocou-se comigo no meu próximo projecto comunitário e que se tratou de um intercambio cultural entre as escolas de EBI de Agua de Pau e a Escola Oficial Portuguesa de New Bedford. Acompanhei os trabalhos de manutenção de 3 a 7 de outubro do Mosaico Park com Tony Avila.

Steven Contente, o administrador de Bristol visitou a obra e demonstrou o seu contentamento porque reforça a importancia de se manter este espaço sempre em bom estado pois ele representa a amizade e a boa relação entre as comunidades de Bristol e de Lagoa.

Por: RoberTo MedeirOs

Categorias: Comunidades, Cultura

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*