Autárquicas 2017: Entrevista a João Silva (PSD)

João Silva, candidato do PSD à junta de freguesia de Nossa Senhora do Rosário, na Lagoa, pretende, sem promessas, defender os interesses da população desta freguesia, apostando na modernização da mesma.

Para o candidato do PSD, a aquisição de uma viatura adaptada para pessoas com mobilidade reduzida, é essencial para o Rosário, defendendo que os idosos não podem ficar esquecidos, salientando que, deverão ser criadas melhores condições para os residentes e turistas. Em apelo ao voto, João Silva deseja uma freguesia mais moderna, participativa e ativa.

–  O que o leva a apresentar a sua candidatura nestas eleições?
Não podia deixar de aceitar o convite do PSD-LAGOA que me foi feito para candidato a presidente da Junta de Freguesia Nossa Senhora do Rosário. Não sou político, mas um cidadão do Rosário que pretende defender os interesses das pessoas, este será o meu principal objetivo, sem promessas, mas com dedicação, confiança, ambição, de certeza que consigo servir a freguesia. É preciso mudar, há muito a fazer!

– A freguesia o que precisa, no seu entender?
Precisa de se modernizar em vários sentidos, várias ruas da freguesia necessitam de alguns ajustes que marcarão a diferença, a praça Nossa Senhora do Rosário, por exemplo, necessita de alguns melhoramentos para as pessoas usufruírem de forma mais agradável daquele local, o jardim Nossa Senhora da Graça tem falta de instalações sanitárias, levando por vezes as crianças ou até mesmo adultos a abandonar o local ou deslocarem-se a instalações do comércio local.
Outra das minhas prioridades é a aquisição de uma viatura de passageiros para serviços da freguesia, tais como transporte de crianças e idosos, como acontece com as outras freguesias do concelho sendo que esta deverá estar adaptada a pessoas com mobilidade reduzida.

– Caso seja eleito, o que se propõe a fazer pela freguesia?
Existe muito trabalho a fazer como referi na resposta anterior, mas principalmente os idosos não podem ficar “esquecidos” como estão neste momento, os centros de dia estão limitados a um número muito reduzido de utilizadores por falta de pessoal auxiliar, manter e desenvolver os apoios de que a freguesia necessita para a sua expansão e atividade. Criação de programas relacionados com a saúde, reativar vários eventos que ficaram esquecidos nos últimos 4 anos e que as pessoas, principalmente os jovens tanto anseiam. Aproveitar também o projeto da Câmara relacionado com a orla marítima entre as piscinas e a Rocha Quebrada, passando pelo portinho de S. Pedro, de forma a valorizar toda a costa da freguesia, criando melhores condições aos residentes e visitantes. Apoiar as instituições culturais e desportivas e religiosas a manter as suas atividades, ajudar famílias carenciadas e dar apoio a habitações degradadas. Dar mais incentivo aos empresários e empresas locais para continuar a investir na zona e gerar mais emprego. Acima de tudo estar mais perto das pessoas de forma a manter uma população confiante e feliz na freguesia.

– Que mensagem deixa à população?
No dia 1 de Outubro todos os eleitores devem exercer o seu direito de voto, não olhando a clubismos ou pressões de partidos. Escolham a pessoa que acham ser melhor para a freguesia e assim teremos uma freguesia mais participativa, moderna e ativa. Conto convosco para esta mudança que tanto a freguesia necessita. “Todos juntos pela mesma causa!”

DL/AS

Categorias: Autarquicas, Local, Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*