Nonagon celebra 2º aniversário com o primeiro “Open tek Day”

O Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, a propósito da celebração do seu 2º aniversário, esta segunda-feira, dia 4 de setembro, realiza o “Open tek Day”, com o principal objetivo de promover as empresas instaladas no edifício, as suas áreas de intervenção e o impacto deste projeto na comunidade local e regional.

Este primeiro “Open Tek Day”, permite dar a conhecer o Nonagon mas também o trabalho realizado e as diferentes conquistas das empresas instaladas no Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel.

Para o presidente do Nonagon, Cabral Vieira, o trabalho desenvolvido por estas empresas representa uma grande descoberta na área da inovação, acreditando que apesar de jovem, durante dois anos, muito trabalho foi efetuado.

“Somos ainda uma criança, temos consciência disso, mas acredito termos feito alguma diferença”, salientou Cabral Vieira, referindo nomeadamente, que o Nonagon é o único centro empresarial dos Açores a ter recebido o certificado EU/BIC, que demonstra a potenciação da inovação e empreendedorismo, como forças para o estímulo da economia.

O Nonagon conta, atualmente, com 7 startup´s, 6 projetos e 16 empresas, mais de 60 contratos, 200 visitas guiadas, é a primeira incubadora dos Açores e presta diferentes serviços às empresas, sendo eles: workshops, coaching, apoio no plano de negócios e apoio jurídico.

Sempre com o principal objetivo de competitividade e de empreendedorismo, acreditando que cada contato pode transformar-se num negócio, o Nonagon, promove e divulga os projetos instalados no parque, nomeadamente organizando e participando em diversos eventos, tanto regionais, como nacionais e internacionais.

Por outro lado, os diversos eventos organizados no Nonagon, como foi o caso do primeiro Startup Weekend realizado nos Açores, permitem um intercâmbio de ideias inovadores, de futuros projetos, criação de novas empresas e postos de trabalho.

Atualmente, foram gerados 60 novos postos de trabalho neste centro, sendo que, até ao final do ano, são esperados 85 no total, numa envolvência de 200 pessoas, o que permite: crescer, inovar e desenvolver a economia.

Para a autarca lagoense, Cristina Calisto, o Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, tem vindo a redimensionar a cidade de Lagoa, sendo um verdadeiro estimulo no emprego jovem que valoriza a competitividade e os estudos académicos.

A autarca referiu que o maior centro de empreendedorismo e inovação dos Açores encontra-se na Lagoa e que muitas impressas estão interessadas em instalarem-se no Nonagon, contribuindo, assim, para o desenvolvimento local. Por outro lado, a edil lagoense, salientou que o sucesso também depende da formação das novas gerações, que devem enquadrar-se neste segmento do mercado.

Acelerar a modernização tanto local como regional, será uma mais valia para a tecnologia de informação e de comunicação nos Açores. Assim sendo, a Câmara Municipal de Lagoa, aguarda o Fundo Comunitário Europeu para o desenvolvimento do projeto Lagoa Smart City, estando previsto uma maior mobilidade elétrica, nomeadamente com bicicletas, postos de carregamento dos carros elétricos e uma ciclovia.

“O crescimento do Nonagon valoriza ainda mais a Lagoa, sendo um ator estratégico do desenvolvimento económico local e da região”, defendeu Cristina Calisto.

Presente no “Open tek Day” no âmbito da celebração do 2º aniversário do Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel também esteve o Diretor Regional de Apoio ao Investimento e à Competitividade , Ricardo Medeiros, que salientou o papel importante do Nonagon na transmissão do conhecimento tecnológico, na valorização do capital humano e na interação entre os vários participantes, acrescentando “que o caminho trilhado até agora, foi o correto”.

Ricardo Medeiros adiantou que a aposta entre o Governo Regional e a Câmara Municipal de Lagoa, foi essencial para o progresso da região, sendo que o Nonagon apoia os empreendedores, permite o desenvolvimento dos negócios, concretizando projetos inovadores na área cientifica e tecnológica e dá a conhecer, de forma mais aprofundada, os problemas que enfrenta cada sector.

Com programas como o “Competir +”, o Governo Regional, ajudou mais de 650 projetos empresariais, criando mais de 1300 postos de trabalho, na ordem dos 290 milhões de euros, num sistema em continuo, onde as candidaturas podem ser apresentadas até 2020.

O Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, durante dois anos, demonstrou ser uma mais valia para o desenvolvimento científico e tecnológico das empresas açorianas, promovendo a economia local e regional.

DL/AS

Categorias: Local, Tecnologia

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*