IAC promove palestra intitulada “Raul Brandão e os Açores”

O IAC promoverá mensalmente, a partir do corrente mês de setembro, um ciclo de apresentações e debates de livros e escritores, contando para o efeito com convidados e com a presença dos seus associados e dos demais amantes dos livros.

Assim, já no próximo dia 8 de setembro terá lugar, na galeria do IAC, pelas 21h00 a primeira palestra, integrada no Grémio das Nove, intitulada Raul Brandão e os Açores que contará com a presença do escritor Vasco Rosa.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, nesta conferência são dadas a conhecer as circunstâncias da viagem de Raul Brandão aos Açores de que resultou a obra As Ilhas Desconhecidas. Notas e paisagens, publicada há 90 anos, em maio de 1927, assim como a sua história editorial e receção crítica, desde então. São também reveladas, pela primeira vez, algumas fontes locais em que se baseou e os livros que leu para fundamentar esse seu livro, que Pedro da Silveira considerou como um dos melhores da literatura portuguesa de viagens de todos os tempos.

Vasco Medeiros Rosa nasceu em Lisboa em Junho de 1958. Editor, pesquisador cultural, escreve habitualmente no jornal Observador e noutras publicações, entre as quais o suplemento literário de Açoriano Oriental. Colaborou também em duas revistas açorianas dirigidas por Nuno Costa Santos. Dedica-se há anos a Raul Brandão: publicou A Pedra Ainda Espera Dar Flor, recolha de dispersos (Quetzal, 2013), escreveu sobre ele mais de 70 artigos reunidos no livro Cinzento e Doirado (Imprensa Nacional, no prelo), organizou uma extensa antologia da sua obra (E-Primatur, no prelo), participou em três colóquios sobre o escritor e foi o curador de duas exposições promovidas pela Câmara Municipal do Porto por ocasião dos 150 anos do seu nascimento: na Biblioteca Pública Municipal do Porto e na Casa-Museu Guerra Junqueiro.

DL/IAC

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*