Coliseu Micaelense com 40 eventos até dezembro  

Após uma intensa programação cultural no primeiro semestre deste ano comemorativo do centenário do Coliseu Micaelense, que registou um número recorde de mais de 33 000 espetadores, em cerca de 50 eventos, desde espetáculos de música, teatro, festivais, galas, bailes, exposições, lançamentos de livros e eventos privados, a maior casa de espetáculos dos Açores prepara-se para receber, até dezembro, mais de quatro dezenas de eventos, num registo eclético, em prol das predileções culturais dos espetadores e da missão da mais recente centenária sala do país.

É já a partir de 6 de setembro que o Coliseu Micaelense abre portas à segunda temporada da programação das comemorações do seu centenário, num registo diversificado de gostos culturais, privilegiando, por tal, a dinâmica dos agentes locais e, também, a de artistas nacionais que marcarão a sua presença, até 16 de dezembro, último evento do corrente ano.

Das exposições de pintura e de fotografia a Óperas, da música açoriana aos espetáculos infantis, do Fado aos ritmos soul, da música coral ao espírito académico, a programação da maior sala de espetáculos dos Açores aponta para mais de quarenta eventos não só em produção externa mas, também, e essencialmente, em co-produção com o associativismo cultural local.

O mês de setembro é marcado, no foyer, com a exposição de pintura “Cores da Natureza”, de Teresa Magalhães, uma das mais conceituadas artistas plásticas do país, que fica patente para os apreciadores e curiosos até finais de outubro.

“Canto Nosso” é o espetáculo que resulta da grande homenagem que o Coliseu Micaelense, desde a primeira hora da definição da programação das comemorações do seu centenário, decidiu fazer a três grandes cant´autores açorianos de elevado mérito e reconhecimento que subirão ao palco a 9 de setembro: Aníbal Raposo, Luís Alberto Bettencourt e Zeca Medeiros, acompanhados pelo Orfeão Edmundo Machado de Oliveira, e com a participação de Pilar Silvestre e São Pontes, para um concerto memorável.

Segundo Miguel Brilhante, diretor-geral do Coliseu, “este concerto é um dos pontos altos da nossa programação. Desde logo pelos intervenientes, mas também pelo dever natural que nos leva a cumprir a nossa missão em reconhecer quem, através da música, honra a nossa identidade e promove mensagens e sonoridades que exaltam a nossa açorianidade”.

Esse mês é igualmente marcado por três grandes produções e uma apresentação de um livro, nomeadamente: a festa de final do verão “Summer Off, Radio On”, festa dançante alusiva aos anos 70, 80 e 90, a 16 de setembro; a apresentação do livro “O Sexo Inútil”, da autoria da conceituada atriz nacional Ana Zanatti, e que terá como apresentadora da obra a Professora Doutora Pilar Damião, da Universidade dos Açores; a ópera Don Pasquale, de Gaetano Donizetti, a 23 de setembro; e o concerto da grande banda nacional HMB, “com a participação de uma convidada que nos é muito especial”, afirma Miguel Brilhante.

Em outubro, a programação aponta para um concerto, a 4 de outubro, protagonizado pela Banda Harmonia Mosteirense; o Open de Fitness e Culturismo, a 14 de outubro; uma Ópera internacional, a 21 de outubro; a realização de dois concertos com dois artistas de referência nacional, que aguardam confirmação, sendo um deles com a colaboração do Conservatório Regional de Ponta Delgada, além de outros eventos, de caráter privado, mas de divulgação turística não só da casa de espetáculos, mas também da nossa cidade.

O mês de novembro conta com a XIII edição do “Sharing the Music”, uma iniciativa do Coro Vox Cordis, a 4 de novembro; a Gala Anual do Clube de Atividades Físicas dos Bombeiros de Ponta Delgada, a 9 de novembro; o concerto da Banda Fundação Brasileira, a 12 de novembro; o concerto da grande fadista Mariza, a 18 de novembro; e o Insula – Festival de Tunas Femininas, a 25 de novembro.

Em dezembro, o Coliseu tem previsto várias iniciativas, das quais se destacam: “O Natal de Tarzan”, promovido pelo Corpore, a 2 de dezembro; o grande concerto “Clássicos de Natal”, promovido pelo Coral de São José, a 10 de dezembro; a presença da grande fadista Ana Moura, num concerto agendado para 15 de dezembro, entre outros eventos de cariz infantil e empresarial que serão promovidos.

De referir que a venda dos bilhetes para o Baile de Reveillon, que se realiza a partir da 1 da manhã do dia 1 de janeiro de 2018, terá início a 2 de novembro, quer na bilheteira do Coliseu Micaelense, quer na bilheteira online, sendo um evento de consulta obrigatória do regulamento.

DL/CM

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*