Fotografias do mundo na Ribeira Grande em 2018 com o “iNstantes”

A Ribeira Grande vai receber de 1 a 15 de abril de 2018 o “iN Ribeira Grande”, uma extensão do “iNstantes – Festival de Fotografia de Avintes”, evento que se estende pela primeira vez para além das fronteiras do município de Vila Nova de Gaia com o intuito de levar mais longe a paixão pela fotografia e aproximar fotógrafos radicados em diferentes zonas do país.

O “iN Ribeira Grande” terá no Teatro Ribeiragrandense o palco principal do evento onde estarão expostas mais de cem fotografias de cerca de vinte fotógrafos diferentes, existindo ainda a possibilidade do festival apresentar exposições de autor noutros locais públicos.

É o caso da exposição “…20 anos depois”, de Pereira Lopes, diretor do “iNstantes”, que vai apresentar na Ribeira Grande um conjunto de vinte fotografias a preto e branco dos antigos funcionários e mineiros das minas do Pejão. Esta mostra já esteve patente no m|i|m|o – Museu da Imagem de Leiria e no Museu de Aveiro. Será complementada com um filme sobre a extração do carvão.

A oito meses do evento já estão confirmadas as presenças de Luís Câmara, Carlos Lopes Franco, Flávio Andrade, João Ferreira, Domingos Monteiro, Fidalgo Pedrosa, Filipe P. Neto, Jorge Bacelar, Daniel Lopes, Benjamim Leandro Medeiros (Portugal), Milton Ostetto, Henrique Zorzan, Tadeu Vilani (Brasil), Ana Robles (Argentina), Xesús Búa, Pep Faraldo (Espanha), Margarita Mejia (Colômbia), Tatsuo Susuki (Japão), Biserko Fersk (Croácia) e Xacobe Melandrez Fassbender (Honduras).

O “iN Ribeira Grande” também proporcionará três raides fotográficos nos dias 3, 4 e 5 de abril pelos principais pontos turísticos do concelho, englobando ainda dois workshop’s com Flávio Andrade (dia 3) e Paulo Silva (dia 4), ambos entre as 20.00 e as 23.00 horas.

Lançado em 2014 por Pereira Lopes, o “iNstantes – Festival de Fotografia de Avintes” estende-se agora até à Ribeira Grande com o intuito de promover a reflexão sobre as várias realidades sociais e culturais, partindo do local para o global, numa simbiose perfeita entre o plano nacional e internacional, através da arte, particularmente da fotografia.

Este festival permitirá reforçar a divulgação do que de melhor existe na Ribeira Grande e do seu potencial para a fotografia enquanto cidade e concelho onde a intensidade da luz é uma característica bastante apreciada pelos fotógrafos.

DL/CMRG

Categorias: Cultura

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*