Vila de Água de Pau promove XI Cortejo Alegórico «Quando a Televisão era a Preto e Branco»

Integrado nas festas em honra de Nossa Senhora dos Anjos, e à semelhança dos anos anteriores, a Casa do Povo de Água de Pau e a Comissão de Festas de Nossa Senhora dos Anjos, com o apoio da Câmara Municipal de Lagoa e da Sociedade Filarmónica Fraternidade Rural, vão promover o XI Cortejo Alegórico, alusivo ao tema «Quando a Televisão era a Preto e Branco». 

O cortejo que é um registo vivo da autenticidade e da valorização da cultura popular, da sua história e dos seus costumes contará, como nas edições anteriores, com a forte colaboração e participação de grande parte da população pauense e do município lagoense, assim como de alguns visitantes de outros municípios da Ilha Verde, que por ocasião das festas da padroeira de Água de Pau, visitam esta localidade.

Tal como habitualmente, será realizada a tradicional “Migalha”, onde as pessoas da Vila de Água de Pau oferecem objetos, bolos, bordados, hortaliças e frutas, entre muitas outras coisas que serão distribuídos e arrematados durante as festas em honra de Nossa Senhora dos Anjos.

Na edição deste ano, o cortejo com 7 subtemas subjacentes ao tema mencionado, a saber: «A Aldeia da Roupa Branca», uma alusão ao filme português estreado em 1939, considerado uma comédia popular que retratava o quotidiano, zangas e paixões de uma comunidade periférica de Lisboa, que se encarregava da lavagem da roupa do rio; «Fecho de Emissão com a Banda dos Num-nuns», numa referência ao «num-num», um objeto que surgiu como um brinquedo infantil, para brincarem às orquestras ou às Bandas, sendo que mais tarde passou a considerar-se como um instrumento musical nos anos 40; «Jogos sem Fronteiras», que recordam ao visitante os jogos que decorreram entre 1965 e 1999 e que eram um tipo de jogos olímpicos, em que cada país era representado por uma cidade, que concorria em várias provas, contra as outras cidades, para obter pontos; «Festival da Canção», programa televisivo que tinha como objetivo escolher a canção candidata de Portugal ao Concurso Eurovisão da Canção; «O Preço Certo», programa que surgiu com uma versão inicial na década de 90 e que até hoje continua no ar, sendo atualmente apresentado por Fernando Mendes na RTP 1; «A Canção de Lisboa», um clássico da televisão portuguesa, que conta a história de Vasco Santana, um estudante universitário que em vez das aulas preferia os arraiais, cantigas populares e mulheres bonitas; sendo que o último subtema é «A Roda da Sorte», que traz à lembrança um dos concursos televisivos mais famosos em Portugal e que se estreou em 1990 na RTP 1.

Relembre-se que, já foram várias as temáticas que deram vida a este cortejo, nomeadamente: «Costumes e Tradições»; a «Emigração Açoriana»; «Foi aqui que…»; «Açores, 9 ilhas de encanto»; «O Sustento de Outrora»; «O Regional de Agora»; «Antigamente brincava-se Assim…»; «A Roda do Ano e os seus Sabores» e «O Provérbio é a Minha Profissão – Não há atalho sem trabalho»; «Os Encantos da Nossa Ilha» e «Nossa Terra, Um Povo, Uma Década», fazendo referência à história açoriana, aos seus costumes e tradições, à sua cultura, facto que tem contribuído para levar milhares de pessoas a esta vila, para reviver o passado e aspetos sócio culturais da vida quotidiana atual.

O cortejo que percorrerá várias artérias desta decorre este domingo, dia 13 de agosto, pelas 17h00.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*