Museu Carlos Machado promove exposição “Exodus Stations”

A Direção Regional da Cultura, através do Museu Carlos Machado, inaugura sábado, 15 de julho, pelas 17h00, no Núcleo de Santo André, em Ponta Delgada, uma exposição intitulada “Exodus Stations”, numa parceria com o festival de arte pública Walk&Talk.

Este projeto, com curadoria de Marta Jecu, traz ao Museu Carlos Machado os artistas David Casini, de Itália, Benoît Maire, de França, e o português Marco Pires com interpretações plásticas sobre peças e temáticas do Museu e das suas coleções, fruto do contacto que tiveram com elas nas residências artísticas realizadas já este ano.

Esta exposição, segundo a curadora, é a primeira manifestação do projeto “Exodus Stations”, que convida artistas contemporâneos a trabalhar com coleções etnológicas, após um período de residência nos arquivos de museus europeus, permitindo que elaborem uma visão crítica e interpretativa sobre a história dos objetos e os significados que tiveram ao longo do tempo.

A exposição que será inaugurada sábado tem como ponto de partida fotografias que datam de 1903 a 1960 e documentam as exposições fundadoras do Museu Carlos Machado, que reuniram vários materiais depositados durante as rotas comerciais coloniais na ilha.

Estas fotografias incluem a representação da exposição inicial quando o museu abriu na sua localização atual, em 1930.

Os três artistas participantes foram convidados a interpretar essas fotos e as informações contidas nelas, especialmente no que se refere à política de exibição, o estatuto e o valor dado aos objetos naquela época, a circulação de símbolos culturais e os sistemas de classificação nas várias disciplinas.

A exposição “Exodus Stations” pode ser visitada até 3 de setembro.

DL/Gacs

Categorias: Cultura, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*