Alexandre Gaudêncio quer emigrantes a investir na Ribeira Grande

A Ribeira Grande vive uma “nova dinâmica” fruto das apostas que a autarquia tem vindo a desenvolver nos últimos anos, projetando o município para patamares de investimento que Alexandre Gaudêncio pretende fazer chegar à diáspora.

O desafio foi lançado pelo autarca na sessão solene comemorativa do 36.º aniversário de elevação da Ribeira Grande a cidade, cerimónia realizada no Teatro Ribeiragrandense e que contou com a presença de vários emigrantes de sucesso radicados nos Estados Unidos da América e Canadá.

“Numa altura em que se vive uma nova dinâmica na nossa terra, onde se destaca o setor turístico que está em franca expansão, é importante não deixar passar esta oportunidade. É por isso que temos desenvolvido uma série de atividades que passam por retomar ligações às nossas cidades irmãs e queremos também captar investimento dos nossos emigrantes”, disse.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, na sessão em que a emigração foi o denominador comum, a Câmara da Ribeira Grande homenageou com a Medalha Municipal de Mérito os emigrantes Ildeberto Silva, Manuel Puga, Duarte Miranda, Manuel Clementino e Márcia Sousa, bem como a Casa do Povo da Ribeira Grande e os Amigos da Ribeira Grande da Nova Inglaterra.

Correlacionando as novas possibilidades de investimento que se abrem na Ribeira Grande com o trabalho desenvolvido pelo executivo camarário neste mandato, Alexandre Gaudêncio destacou a redução do passivo.

“Em 2013, a autarquia tinha um passivo consolidado de quase trinta milhões de euros e ao longo destes quatro anos reduzimos 70% desse montante. O rigor das contas também está patente na percentagem de execução dos orçamentos anuais, ficando acima dos 90% nos últimos dois exercícios contabilísticos.”

É este rigor na gestão dos dinheiros públicos que tem proporcionado uma “maior dinamização da economia local”, em particular através do “desenvolvimento de um plano estratégico de turismo que nos permite ter um rumo bem definido dos investimentos públicos a realizar sempre com a preocupação de gerar mais economia local”.

Para além disso, vincou Alexandre Gaudêncio, este executivo “teve a preocupação de adjudicar o máximo de obras possíveis às empresas locais de construção civil, garantindo desta forma a manutenção e criação de postos de trabalho no sector.”

A dinâmica que a Ribeira Grande vem conhecendo tem-lhe garantido “notoriedade e promoção fora da ilha, gerando mais movimento e, dessa forma, mais receitas na economia”, apontou o edil, convito que a tendência irá manter-se nos próximos tempos.

A finalizar, Alexandre Gaudêncio fez um balanço ao mandato que está a terminar. “Num breve balanço do mandato autárquico 2013/2017, importa destacar três áreas fundamentais: rigor e transparência das contas públicas, dinamização da economia local e apoio social, através do qual tentamos acudir a quem realmente necessitava.”

DL/CMRG

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*