Voz do Passado – A imprensa lagoense antiga | 08

Hoje damos conta de alguns segmentos de notícia que mereceram destaque num dos 13 jornais editados antigamente no concelho de Lagoa. Trata-se de “A SEMANA” tido como «órgão de defesa dos interesses do concelho» de Lagoa e que teve como seu proprietário, director e editor António C. Almeida. Tinha redacção na rua João Chagas, 19 na Vila da Lagoa.

Uma justa Homenagem  da  Banda «Estrela d’Alva»

Em Fevereiro passado a Banda «Estrela d’Alva» apreciado organismo musical da freguesia de Santa Cruz, a quando da habitual comemoração do aniversário da sua inauguração, num preito de gratidão que bastante a dignificou e na nítida compreensão dos seus deveres associativos, prestou uma justa homenagem à memória de dois ilustres filhos desta vila, srs. Padre João José Tavares Canário e Manuel José Tavares Canário, respectivamente fundador e seu primeiro presidente, descerrando solenemente na sala de ensaios os retratos dos homenageados, que que encontravam dependurados na parede fronteira à entrada, sob um artístico docel de damasco. Associando-nos a tão merecida homenagem, felicitamos a Banda «Estrela d’Alva» pela sua feliz iniciativa. [A Semana de 1 de Abril de 1936]

Factos & Comentários | Clube  Recreativo

LIRA DO ROSÁRIO

Consultada a opinião de alguns sócios deste Clube, que é também a nossa, foi-nos sugerida a ideia de solicitarmos, por intermédio deste jornal, à activa Direcção da Lira do Rosário, a aquisição de um aparelho de rádio, que viesse dar uma nota de modernismo, de progresso e de elegância, àquele confortável Clube.

A Lira do Rosário usufrui, actualmente, uma desafogada situação financeira, graças à boa e metódica orientação seguida pela sua Direcção e, portanto fácil lhe será satisfazer aos expressos desejos da maior parte dos seus sócios.

Aqui deixamos exarado o alvitre, certos de que não será olvidado.

ESTRELA D’ALVA

O concerto que esta Banda tencionava dar terça-feira passada, no Coliseu Avenida, como havíamos noticiado, ficou transferido para o próximo dia 12 do corrente mês de Maio de 1936. A Estrela d’Alva executará por essa ocasião o seguinte programa:

Hino da Banda Estrela d’Alva | Marcha sinfónica por J. Gigante

Eymond  Overture por Beetoven | A Glória da Rússia por Jakow

Lágrimas e Sorrisos Marcha sinfónica tripoli por Angelo d’Amaral.

 

TEATRO AMARAL

No écran desta confortável casa de espectáculos foi exibido, terça-feira passada o soberbo filme sonoro “Tarzan e a Companheira” , maravilhosa fita com arrojados trabalhos de acrobacia pelo grande atleta ex-campeão de natação, Johnny Weissmuler.

RECLAMAÇÕES. . .

Os moradores das ruas por onde se faz o maior trânsito de automóveis pedem-nos que, por intermédio deste jornal, solicitemos da digna Comissão Administrativa da Câmara Municipal desta vila da Lagoa, a fineza de mandar regar essas ruas, que se tornam insuportáveis com as nuvens de pó que se levanta à passagem daqueles veículos, chegando o pó a penetrar nas casas pelas frinchas das portas e janelas.

Esperamos que a ilustre Edilidade tome na devida consideração este justo pedido.

— Pedem-nos também que levemos ao conhecimento de quem compete, afim de tomar as devidas providências, do mau costume, já hoje convertido em abuso, de se fazerem de algumas ruas desta vila galinheiro e secadoiro de milheiros, o que dá uma impressão, muito desagradável de falta de asseio.

Gazetilha
Ontem vi atrapalhado
O Policarpo Machado
Morador na atalhada
Por querer pagar a renda, Ao Bonifácio da Tenda,
Que se acha atrasada.

Deu voltas à mioleira,
Examinou a carteira
E tornou-se de cores mil.
Não encontrava um escudo
Nem grado nem miúdo,
Nenhum misero ceitil.

Pediu então ao Machado
Que lhe fosse perdoado,
Pelo menos mais uma vez
Que jurou e que jurava,
Que sem falta lhe pagava,
Tudo no próximo mês.
[JODUBO — A Semana 8-4-1936]

Por: RoberTo MedeirOs
(Artigo publicado na edição impressa de julho de 2017)

Categorias: Opinião, Voz do Passado

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*