Para o PSD Lagoa, Santa Cruz é um grande exemplo no poder local

Segundo uma nota de imprensa enviada à nossa redação, o PSD Lagoa entende que as recentes recolhas de opinião levadas a efeito por este jornal, relativamente ao desempenho das presidências das juntas de freguesia do concelho, mostram que as juntas de freguesia têm sido alvo de criticas, sendo que, algumas delas, referem-se especificamente a ações que deveriam ter sido levadas a efeito pela câmara municipal.

Segundo os social democratas lagoenses, os depoimentos dos habitantes de todas as freguesias tendem a observar que a sua freguesia é a que não tem atividade e que tem sido esquecida, no entanto, sendo um caso generalizado, conclui-se que a dita falta de atividade e de projeção das freguesias, deve-se essencialmente ao poder centralizador exercido pela câmara municipal que, de forma subtil e objetiva, orienta a gestão do concelho focando-se em eleições e reeleições de presidentes de câmara, desvalorizando e asfixiando a participação do poder de proximidade que representa as juntas de freguesia, bem como do trabalho levado a efeito por instituições e particulares.

A mesma nota dá conta de que, no próximo ato eleitoral de outubro, o PS centra também o seu foco em Santa Cruz, que mantendo-se fiel ao PSD, tem conseguido gerir a sua independência do poder totalizador socialista, para isso o PS tenta transmitir a ideia de que aquela freguesia “tem de ser PS para se revitalizar” no entanto o que está amplamente visível é que a Lagoa estando sob poder Socialista há longos anos e embora dispondo de fatores naturais e geográficos que influenciam e influenciaram positivamente o concelho, tem perdido ano após ano a capacidade de se impor na região, sendo que este já foi o concelho mais industrializado dos Açores, do mesmo modo que a região Açores sob a gestão do PS há muitos anos, encontra-se hoje entre as mais pobres do país, não obstante terem sido aplicados nos Açores importantes apoios à coesão territorial.

O PSD Lagoa conclui, na mesma nota, que não é importante a presença do PS, nesta ou naquela freguesia, neste ou naquele concelho, o que importa sim é a presença de políticos com sentimento de dever, com objetivos para a sua sociedade, ao invés de políticos motivados por “braços de ferro” intrapartidários, onde cada um procura mostrar ao seu antecessor que é, mais popular, mais acarinhado pela população ou ainda que juntou mais um ou outro troféu enquanto exerceu a sua influência nos destinos do concelho.

As próximas eleições autárquicas deverão ser um importante momento de reflexão para toda a região, sendo que na Lagoa o caso é ainda mais importante, visto que este concelho tem sido o “balão de ensaios” da governação socialista na região, diz o PSD Lagoa.

DL/PSD Lagoa

Categorias: Autarquicas, Local, Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*