EBI de Água de Pau – Escrita criativa com…Malvina Sousa

E, mais uma vez, sob a orientação da professora Malvina Sousa, os alunos das turmas A e B do 8º ano, fizeram um texto criativo durante a Semana da Leitura dedicada ao prazer de ler.

A partir da atribuição de quatro cartões, identificando uma personagem feminina conhecida, uma personagem masculina famosa, um espaço e uma situação, e seguindo as instruções e exemplificação da docente, os discentes, em grupos, elaboraram um texto, em forma de diálogo, entre duas personagens conhecidas e…, novamente, puseram os seus neurónios a funcionar e deram asas à sua imaginação e à sua criatividade!!!

No final da atividade, os textos foram lidos e todos riram com tantas ideias “reveladas”…

Seguem 3 dos textos selecionados…

Texto 1
Certo dia, o Príncipe Encantado entrou numa loja de roupa, com o objetivo, de meter conversa com alguém, de preferência, uma rapariga. Foi nessa loja que encontrou uma linda rapariga de trancinhas e chapéu vermelho. Não hesitou e perguntou:
– Com licença, importa-se que lhe pergunte o nome?
-Já perguntou! – a rapariga achou-o um pouco atrevido, mas nada como uma boa conversa. -mas já agora sou o Capuchinho vermelho. E o senhor?
– Não me trates por “ senhor ” mas sim por “tu”. Sou o Príncipe Encantado. Onde moras?
-Não era suposto falar com estranhos mas moro num bosque e tu?
– No reino…
– Oh, meu Deus já é tarde! Tenho de ir pagar isto e ir para perto da minha avó. Adeus!
– Adeus!
Capuchinho Vermelho queria levar 5 peças mas só tinha dinheiro para 2. Ficou triste e o Príncipe não gostando de a ver assim, comprou-lhe as roupas que lhe faltavam.
No dia seguinte, a Capuchinho Vermelho, quando regressou a casa, recebeu os presentes do Príncipe e a carta que ele lhe deixou, dizendo:
– “Minha querida Capuchinho Vermelho, sei que fui um pouco atrevido e curioso mas quero que saibas que tenho um bom coração. Adorei conhecer-te. Espero que gostes dos meus presentes. Vi o quanto gostavas deles e não hesitei em oferecer-te. Beijos do Príncipe Encantado.”

Jessica, Inês e Bianca do 8ºA

Texto 2
Num dia de neve, a Popota estava a apanhar banhos de sol, e, de seguida, o Pinóquio foi para a mesa na esplanada onde ela lá estava.
O Pinóquio chegou ao pé da Popota e disse:
-Ó Popota! Tens aqui um café.
– Porquê? – perguntou a Popota.
– Estou a tentar ser fofinho.
– Não precisas! Afinal tu és a única pessoa que diz mentiras aqui! De certeza que não me vais dar um café.
– Sou a única pessoa que diz mentiras? Não foste tu que prometeste um Fiat 500 da Barbie há 3 anos? – perguntou o Pinóquio.
No dia de Natal, o Pinóquio recebeu o Fiat que ele tanto queria, mas reparou que havia uma mensagem e leu:
– Com muitos cumprimentos, da Popota.
Ele ficou pasmado e atirou o presente para a lareira.

Marco Fanfa e Miguel Sousa

Texto 3
O Peter Pan encontra a Barbie num estádio de futebol a assistir a um jogo. Então, o Peter Pan intervém:
– Será que podia dar-me um autógrafo?
– Porquê? – questionou a Barbie.
– Porque eu assisto a todos os episódios de uma série e és muito “fashion”!
– Está bem, então onde queres que eu assine?
– Na minha bola oficial, dourada, personalizada, adorada e assinada pelo Pauleta.
– Mas, se o Pauleta já assinou, onde assino eu?
– Você pode assinar no canto superior direito do lado esquerdo na coluna 2, alínea 4 invertida.
E assim foi, a Barbie assinou tal bola. Em seguida, o Peter Pan voltou para a Terra do Nunca muito contente por ir mostrar a sua bola à Sininho.

Afonso Costa, Dario Flora e Kevin Tavares

Categorias: EBI Água de Pau

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*