Foram criados 4.690 postos de trabalho em empresas com apoios regionais à contratação

O Vice-Presidente do Governo felicitou as empresas açorianas que, aproveitando programas regionais de apoio à contratação, criaram 4.690 novos empregos, dos quais mais de 60 por cento são permanentes.

“No conjunto da Região, já foram criados 3.430 novos empregos no âmbito do programa Integra, o que, se associarmos o programa de inserção de estagiários PIIE, totaliza 4.690 novos empregos criados só no âmbito destes dois programas de apoio às empresas para a criação de emprego”, revelou Sérgio Ávila.

O Vice-Presidente, que falava quarta-feira, dia 17 de maio, no âmbito da visita a duas empresas do concelho de Ponta Delgada que, em conjunto, contrataram cerca de quatro dezenas de trabalhadores, durante a qual contactou com os empresários e os trabalhadores, muitos deles jovens, frisou que este foi “um contributo decisivo para a evolução positiva do emprego e para a redução do desemprego”.

“É bom lembrar que, só nos últimos três anos, foi possível reduzir para metade o desemprego e garantir que mais 12.200 Açorianos estejam hoje empregados”, frisou Sérgio Ávila, destacando que a Região tem atualmente “o número de empregados mais elevado dos últimos oito anos”.

O titular da pasta do Emprego e Competitividade Empresarial salientou ainda a conjugação de fatores que contribuíram para estes resultados, designadamente “o crescimento económico, o crescimento do rendimento disponível” e, também, “estes programas específicos de apoio às empresas que criam emprego e que tiveram, conforme os resultados apresentados, um enorme sucesso”.

Sérgio Ávila manifestou ainda satisfação com o facto de a maioria dos contratados manter os postos de trabalho após o período de apoio financeiro público durante um ano, mas também por estarem já numa situação de vínculo laboral sem termo.

Sérgio Ávila visitou a unidade hoteleira do Grupo AçorSonho, na freguesia de Fenais da Luz, que criou 23 novos postos de trabalho apoiados no âmbito do programa Integra, enquanto a empresa Líder Frutas, com um novo espaço comercial em Ponta Delgada, contratou 16 trabalhadores.

Segundo o executivo regional, os programas Integra e PIIE contemplam que, por cada posto de trabalho criado e preenchido, mediante celebração de contrato com ou sem termo, a tempo inteiro, seja concedido um apoio financeiro à entidade pelo período máximo de 12 meses.

O programa PIIE constitui-se como uma medida integrada na política estratégica do Governo dos Açores com vista ao fomento da empregabilidade jovem na Região.

Tratando-se de uma medida de apoio ao primeiro emprego, o programa tem assumido grande relevância junto das empresas e outras entidades.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*