Governo dos Açores garante que ilhas sem comissões técnicas para classificação do leite não são prejudicadas

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas garantiu  que as ilhas sem comissões técnicas de acompanhamento para a classificação do leite não são prejudicadas, apontando o exemplo de São Jorge.

João Ponte, que falava numa intervenção na Assembleia Legislativa dos Açores, salientou que nas ilhas onde não existem estas comissões técnicas “sempre foi possível chegar a acordo em relação ao sistema de classificação do leite”, além de que “estão em causa ilhas onde a transformação do leite é feita por cooperativas de agricultores”.

O titular da pasta da Agricultura anunciou ainda que já assinou o despacho normativo que cria as comissões técnicas de acompanhamento para a classificação do leite à produção nas ilhas das Flores e do Faial.

João Ponte salientou que a constituição de comissões técnicas nas várias ilhas depende da vontade de todos os intervenientes, frisando que, por parte do Instituto de Alimentação e Mercados Agrícolas (IAMA), “a disponibilidade para concertação e sensibilização dos parceiros é total”.

O governante frisou que foram consultadas recentemente todas as associações de produtores e cooperativas de lacticínios das Flores, Faial, Pico, São Jorge e Graciosa, mas, até à data, apenas foram reunidas condições para a sua constituição nas Flores e no Faial.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*