Summer Camp IdeiaAçores permite promover o espírito empreendedor dos jovens açorianos

O Nonagon, Parque de Ciência e de Tecnologia de São Miguel, na Lagoa, acolheu a sessão de abertura do 7º Summer Camp IdeiaAçores e o concurso IdeiAçores.

O concurso IdeiAçores é um projeto do Governo Regional dos Açores, inserido no Programa “Educação Empreendedora: O Caminho do Sucesso”, defendido pelos Diretores Regionais da Juventude e da Educação.

Presente no Nonagon, esta quinta-feira, dia 4 de maio, esteve o Diretor Regional da Juventude, que referiu que desde o ano letivo 2010-2011, este é o caminho de sucesso dos jovens estudantes açorianos, que desenvolvem um espírito inovador e competitivo.

Efetivamente, nos últimos quatro anos, mais de sete mil jovens participaram neste projeto, sempre acompanhados pelos professores das diversas escolas açorianas.

O Summer Camp IdeiaAçores permite promover o espírito empreendedor dos jovens açorianos, fomentando uma cultura motivadora e de iniciativas.

Este ano, das diferentes escolas que se apresentaram ao concurso, foram escolhidas 29 ideias de negócio, envolvendo uma centena de estudantes, do segundo e terceiro ciclos, onde um júri de cinco pessoas irá avaliar e determinar um projeto vencedor.

Para além de diversos workshops e atividades de “Pitch Training”, os jovens estiveram em contato com empreendedores do mundo real e futuramente contribuirão para o desenvolvimento dos Açores, refletindo a proatividade de cada um.

Frente a um júri qualificado e exigente, durante dez minutos, dois alunos de cada projeto, têm a oportunidade de apresentar e defender a ideia da sua escola. Assim sendo, das diferentes ideias a concurso, algumas conseguiram destacar-se, nomeadamente, a EBI de Ponta Garça que apresentou o “Summertime”, que consiste numa máquina distribuidora de objetos necessários para a praia, o que certamente irá ajudar os mais esquecidos. Já o Colégio São Francisco Xavier de Ponta Delgada deu a conhecer uma Caixa de Queijos, que contém uma degustação dos novos queijos de cada ilha dos Açores e poderá ser vendida aos turistas que visitam a região.

Para a autarca lagoense o Nonagon é demonstrativo do que é o desenvolvimento tecnológico com projetos singulares e de inovação, que permitem o uso inteligente da tecnologia, tendo em conta o objetivo da autarquia que passa por uma Cidade Inteligente em 2020.

Cristina Calisto afirma que é necessário que a Lagoa lidere a inovação e esse sucesso depende da formação dos seus jovens estudantes, sendo que, da parte da autarquia, o município já adotou uma governação participativa da juventude, nomeadamente com o Orçamento Participativo Jovem, exclusivamente destinado aos jovens lagoenses.

Implicar os jovens no futuro das suas terras, passa por estimular o espírito crítico e empreendedor dos mesmos, principalmente forjando uma mentalidade competitiva e astuciosa, de forma a conseguirem vencer os obstáculos da sociedade.

DL/AS

Categorias: Local, Tecnologia

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*