Importância dos Vigilantes da Natureza na Conservação do Ambiente

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou, esta sexta-feira, dia 21 de abril, que os Vigilantes da Natureza são os principais agentes na manutenção da qualidade ambiental característica do arquipélago, adiantando que, ainda este ano, será aberto um concurso para a admissão de mais ativos desta área.

“Ainda este ano, contamos abrir concurso para a admissão de mais Vigilantes da Natureza para São Miguel e, em 2018, reforçaremos os efetivos nas ilhas Terceira e São Jorge, suprindo as necessidades identificadas e estabilizando este corpo operativo acima das quatro dezenas de efetivos em toda a Região”, garantiu Marta Guerreiro, que falava na sessão de abertura do 3º Encontro Regional de Vigilantes da Natureza, que está a decorrer até amanhã em São Miguel.

Segundo o executivo regional, estes são “os primeiros agentes de deteção e resolução dos pequenos problemas ambientais que ainda ocorrem na Região, ao mesmo tempo que desempenham ações de recuperação de habitats ou espécies, atividades de sensibilização ambiental e prestação de informações aos turistas sobre o património ambiental, o que faz com que este encontro regional seja mais um momento de aposta na formação e promoção da troca de experiências entre os profissionais”.

Marta Guerreiro salientou que o Governo dos Açores tem assumido uma opção clara de investimento na sua capacitação e equipamento, destacando a aquisição de quatro viaturas elétricas para os Parques Naturais de Santa Maria, São Miguel, São Jorge e Flores, estando a decorrer os procedimentos para a novas quatro viaturas destinadas aos Parques Naturais da Terceira, Graciosa, Faial e Pico.

Em termos de salvaguarda do património ambiental, destacam-se, atualmente, 123 áreas protegidas, integradas nos 9 Parques Naturais de Ilha, com uma área total de 180.247 hectares, dos quais 56.066 hectares de área terrestre, o que corresponde a cerca de um quarto do território emerso do arquipélago.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*