Não existe uma solução única para o emprego científico

O Diretor Regional da Ciência e Tecnologia afirmou que o emprego científico “deve ter uma abordagem de geometria variável”, salientando que “não existe uma solução única”.

Bruno Pacheco, que falava na mesa redonda ‘Oportunidades e desafios aos jovens investigadores’, no âmbito do II Encontro Internacional de Jovens Investigadores – JOIN 2017, defendeu, por isso, que devem existir “várias linhas de ação”, destacando, entre outras, a contratação de quadros, através do financiamento de projetos científicos, o apoio a projetos de investigação em contexto empresarial ou a captação de projetos de investigação de âmbito internacional.

O Diretor Regional lembrou que, ao abrigo do último concurso aberto para apoiar projetos de investigação científica, “foram contratados na Região mais de 30 técnicos”, acrescentando que, através do novo concurso, “no valor de 3,3 milhões de euros, que será lançado ainda durante este ano, estima-se que haja uma nova vaga de contratações”.

No que respeita ao financiamento de projetos de investigação em contexto empresarial, através da linha existente no programa operacional Açores 2020, com uma dotação de 2,5 milhões de euros, adiantou que, neste momento, “existem três projetos em fase de análise e que possuem potencial de recrutamento”.

Bruno Pacheco destacou ainda a aposta na captação de projetos científicos de âmbito internacional para o desenvolvimento de atividades na Região e por equipas sediadas no arquipélago, frisando o “empenho” do Governo Regional, que “tem assegurado o cofinanciamento de projetos MAC e da Universidade dos Açores”, bem como o trabalho do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia, “enquanto agência promotora”.

Na sua intervenção, o Diretor Regional salientou que o Governo dos Açores, desde 2012, investiu cerca de oito milhões de euros em formação avançada, acrescentando que há a expectativa de que “este investimento seja potenciado na Região e transformado em valor económico”.

O JOIN 2017, evento que se tem realizado no Brasil, Cabo Verde, Honduras, Costa Rica e México, é destinado a estudantes universitários de diversas áreas e pretende a problematização e a reflexão sobre a iniciação à investigação científica de estudantes universitários, bem como a partilha e a promoção de experiências por parte de estudantes de licenciatura, mestrado e doutoramento.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*