Poesia: O Romeiro e o Santo Cristo

Na caminhada quaresmal
Santo Cristo e o romeiro
Juntos, na mesma caminhada,
Unindo um coração verdadeiro
Pela mesma fé, de mão dada,
Percorrendo São Miguel inteiro,
Numa oração consagrada.

Santo Cristo vai há frente,
O romeiro vai orando
Com o seu terço na mão,
Oito dias caminhando,
Peregrinando em devoção,
É assim que vai pagando
A promessa por tradição.

Nossa Senhora vai atrás,
A Cruz de Cristo vai há frente
Sobre o peito de um menino,
Que ao meio de dois guias, sente
Em sua alma, algo divino
Com Cristo e a virgem presente
Que os leva a bom destino.

Santo Cristo e a Virgem Mãe
Caminhando sem ironias
Levando em suas lembranças,
Aquilo que já têm visto,
Lembrando outras romarias
De homens, mulheres e crianças
Para as festas do Santo Cristo.

A fé do nosso povo peregrino,
Abençoado seja o romeiro
Pela fé que temos visto,
Para tal, não precisa ter arte,
Somente um povo verdadeiro,
Com ranchos para o Santo Cristo,
Formados por toda a parte.

Abraçando os romeiros,
Romeiros pelo povo rogai
Com o vosso coração fiel,
Na fé nunca tropeçai
Perante a tempestade cruel,
Santo Cristo abençoai
Os romeiros de São Miguel.

Autoria: João Silvério Sousa

Categorias: Poesia

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*