Deputados aprovam voto de pesar pelo falecimento de Jaime Sousa Lima

O Parlamento Regional aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pelo falecimento de Jaime Sousa Lima, ocorrido a 30 de dezembro de 2016.

Recorda o voto de pesar, apresentado por Catarina Furtado, deputado do PSD Açores, que Jaime Sousa Lima nasceu a 1 de agosto de 1922, em Ponta Delgada, tendo licenciado-se em Engenharia Química, tendo obtido ainda especialização na fabricação de óleos alimentares e sabões.

Destaca Catarina Furtado a visão e astúcia fora do comum de Jaime Sousa Lima, que criou bases para um império económico nos Açores, a partir de um simples e modesto estabelecimento de mercearia.

Foi uma das mais destacadas figuras da sua geração e da segunda metade do Séc XX nos Açores, com um percurso profissional rico, vasto e imensamente reconhecido.

Em 1993 foi agraciado pelo Presidente da República com a comenda da Ordem de Mérito Agrícola Industrial. Em 2003 foi agraciado pela Câmara Municipal de Lagoa com a medalha de ouro de cidadão honorário do Concelho. Foi ainda agraciado com a medalha de mérito da Freguesia de Nossa Senhora do Rosário, na Lagoa, em 2010, e em 2011 recebeu, do Governo Regional dos Açores, a Insígnia Autonómica de Reconhecimento.

Reforça o voto apresentado no Parlamento Regional que tratou-se de uma pessoa determinada e fortemente ativa em todas as áreas em que se comprometeu, tendo sido um dos grandes impulsionadores do desenvolvimento do tecido económico da ilha de São Miguel e dos Açores.

Recorde-se que Jaime Sousa Lima foi Presidente da Câmara Municipal de Lagoa entre 1955 e 1959, função que exerceu com reconhecida dedicação e competência a bem do desenvolvimento deste concelho, recorda ainda o voto.

DL

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*