Estatuto de cidade não é favor mas sim merecido

Segundo a presidente da Câmara Municipal de Lagoa, “estatuto de cidade não é um favor concedido mas sim um estatuto merecido”. A mensagem foi deixada por Cristina Calisto, na alvorada que assinalou o feriado municipal no edifício Paços do Concelho e, com ele, cinco anos de elevação da Lagoa a Cidade.

A autarca da jovem cidade afirmou que “é com enorme orgulho que se assinalou esta efeméride, onde ser cidade é, acima de tudo, um estatuto, sendo certo que ninguém fez um favor à Lagoa para a sua atribuição. Se o conseguimos foi porque reunimos um conjunto de equipamentos, associações, instituições e serviços que estão definidos por lei é que a Lagoa têm o prestígio que conhecemos”.

Acrescentou que “a Lagoa é uma jovem cidade que ainda está a dar os primeiros passos, mas sentimos todos que há rumo onde o desenvolvimento e progresso prosperaram.”

A Lagoa festeja, assim, o 5º aniversário de elevação a cidade, com a alvorada que era feita antigamente, onde a participação das filarmónicas sempre foi uma tradição. À semelhança do ano passado, participaram, nesta iniciativa, as sociedades filarmónicas Estrela d´Alva e Lira do Rosário que entoará o hino de Portugal, dos Açores e da Lagoa.

De tarde, e dedicado às novas gerações, nas principais praças da cidade, Praça de N. Sra. da Graça e Praça da República e Polivalente da Água de Pau, estão previstas, entre as 15h00 e as 18h30, muitas atividades de animação infantil.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*