Ps defende um ano do isenção parcial de Segurança Social para todos os produtores de leite

A deputada açoriana do PS Lara Martinho apresentou esta quinta-feira, dia 23 de março, uma iniciativa de isenção parcial do pagamento para a segurança social para todos os produtores de leite. “Com o objetivo de criarmos estabilidade aos agricultores e dado que consideramos que uma proposta de insenção do pagamento de segurança social para o sector leiteiro por três meses é insuficiente, apresentamos uma iniciativa para 12 meses”, afirmou no debate destas propostas contra a crise no sector leiteiro, em plenário.

“A crise do leite tem sido uma das principais preocupações deste governo o que se reflete nas políticas e até na influência junto da União Europeia (UE) para criar uma medida de apoio”, defendeu.

A deputada insular diz mesmo que “esta crise tem sido uma das principais preocupações desta legislatura e deste Governo”, e elencou um conjunto de medidas que ilustram isso mesmo, nomeadamente: a criação do gabinete de crise; o lançamento de duas linhas de crédito de 10 milhões de euros cada uma, orientadas para enfrentar dificuldades de tesouraria e permitir a reestruturação de dívidas; a redução em 50% do pagamento das contribuições para a segurança social, aprovada em maio pelo Orçamento de Estado 2016; a rotulagem obrigatória para melhor informação do consumidor sobre a origem do produto; o apoio de 45 euros por vaca a todas as vacas produtoras de leite, bem como um apoio adicional de 45 euros por vaca às primeiras 20 vacas das explorações leiteiras. o aumento de 50% para 70% na percentagem da antecipação da ajuda ligada à vaca leiteira e o reforço dos apoios no âmbito do PDR 2020, com a salvaguarda de uma dotação específica de 10 milhões de euros nas medidas do PDR2020 para apoio ao investimento e rejuvenescimento do setor, entre outras

DL/GPPS

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*