PCP apresenta propostas para um rumo alternativo para os Açores

unnamed (1)

A Representação Parlamentar do PCP apresenta esta segunda-feira, dia 13 de março, um conjunto de propostas de alteração às propostas de Plano e de Orçamento para o ano de 2017 que estarão esta semana em discussão no Parlamento Regional, demonstrando que outras opções são possíveis e que é necessário um novo rumo para a governação regional.

As propostas que a Representação Parlamentar do PCP apresenta apontam para um desenvolvimento assente na coesão social e territorial e na justiça social, demonstrando que as desigualdades e as assimetrias, “que hoje se cavam cada vez mais fundo, não são inevitáveis, são o resultado de opções políticas deliberadas”.

O PCP, empenha-se na construção de soluções políticas que tenham em vista o desenvolvimento harmonioso da região e de todas as suas parcelas, ou seja, das nove ilhas do Arquipélago. “Pensamos que só uma estratégia de desenvolvimento baseada nesta premissa e com ideias inovadoras poderá garantir o desenvolvimento da nossa Região”, afirma o PCP.

Segundo o PCP, “os Açores são hoje uma Região a duas velocidades. Esta é uma realidade inegável desde logo no plano demográfico, com a perda de população em várias ilhas e a dificuldade de fixação de jovens por carência de emprego, quer público quer privado, que lhes permitam regressar às suas ilhas”.

“Trata-se de um Plano e Orçamento de continuidade. Mantém-se a opção dos incentivos às empresas para a produção de bens transacionáveis, com o objetivo de fomentar as exportações e a penetração no mercado global, descurando aquilo que para o PCP Açores é essencial, ou seja, a produção para o mercado regional e interno e a substituição de importações, fundamental como se sabe ao necessário e desejável equilíbrio da balança comercial regional e que teria, por consequência, a redução da crónica dependência externa da economia regional, por um lado e, por outro a diversificação da atividade económica regional”, defende o PCP. 

A Representação Parlamentar do PCP centra a sua atenção nos direitos dos trabalhadores e nos rendimentos das famílias, a par das condições e infraestruturas de desenvolvimento das diversas ilhas, considerando que essa é a única forma de se construir uma Região mais equilibrada, sustentável e justa.

Assim, no cumprimento do compromisso que assumiu com os açorianos, a Representação Parlamentar do PCP, apresenta mais de 50 propostas de alteração que abrangem todo o arquipélago e movimentam mais de uma dezena de milhões de euros, um valor que sem ser excessivo no conjunto do Orçamento Regional, poderá trazer mudanças positivas com grande significado para grande parte das famílias açorianas.

DL/PCP

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*