Romeiros de São Miguel reforçam alertas para o perigo nas estradas regionais

Romeiros-São-Miguel-Açores-romaria-quaresmal

A coincidência de datas entre as romarias quaresmais deste ano e o Azores Airlines Rallye, que se realiza entre 30 de março e 1 de abril, obrigou os romeiros a um reforço dos alertas de segurança e simultaneamente a acertos pontuais nalguns troços da prova onde passarão romeiros. Mas as atenções principais dirigem-se para os espetadores da prova, que volta a abrir o campeonato europeu da modalidade.

Segundo referiu ao sitio Igreja Açores o presidente da Associação Movimento de Romeiros de São Miguel, João Carlos Leite, “esta data apanha os ranchos das quarta e quinta semanas de romarias, nomeadamente na quarta semana teremos 9 ranchos na rua e na quinta 21, mas já tivemos uma reunião com o Grupo Desportivo Comercial e não haverá problemas certamente”, refere o dirigente que, no entanto, reforça os alertas de segurança.

Este ano as romarias começam na madrugada do dia 4 de março, com a saída dos primeiros ranchos e terminam a 13 de abril, na quinta-feira santa.

Sairão 52 ranchos em São Miguel, dois deles provenientes da diáspora; um rancho na ilha terceira e outro na Graciosa, para além de inúmeras romarias no feminino com particular destaque, pela sua dimensão, para a habitual romaria de Santa Clara e também para o rancho de romeiras da Fajã de Cima, que terá três pernoitas durante a sua caminhada.

Nas orações os ranchos levam várias intenções pela paz, pela igreja e por todas as intenções particulares que vão recebendo à passagem por cada uma das localidades.

Estas romarias quaresmais, únicas em todo o mundo e prestes a completarem 500 anos, segundo a tradição, tiveram origem na sequência de terramotos e erupções vulcânicas ocorridas no século XVI na ilha, que arrasaram Vila Franca do Campo e causaram grande destruição na Ribeira Grande.

Os ranchos, exclusivamente masculinos, são organizados ao nível das paróquias e devem cumprir um percurso, sempre com mar pela esquerda, passando pelo maior número possível de igrejas e ermidas de S. Miguel, sobretudo as que têm uma especial dedicação a Nossa Senhora.

Os primeiros ranchos saem para a estrada no fim-de-semana a seguir à quarta-feira de cinzas e os últimos regressem às suas localidades na quinta-feira santa.

Nas orações têm sempre presente o Santo Padre e, neste pontificado do Papa Francisco, que visitará Fátima em maio, já foram recebidos no Vaticano, merecendo na audiência geral do dia 3 de dezembro de 2014 uma referência concreta de Francisco.

No ano passado as romarias quaresmais envolveram cerca de 2500 homens.

DL/IA

Categorias: Religião

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*