Filarmónica Fraternidade Rural de Água de Pau lança o seu segundo CD

(c) CML

(c) CML

A Filarmónica Fraternidade Rural de Água de Pau lançou, este fim-de-semana, o seu segundo CD. Um trabalho discográfico que surge ainda na sequência dos 150 anos da filarmónica, comemorados em 2013, e que, devido a questões burocráticas, só agora foi possível o seu lançamento. 

Graça Andrade a presidente da direção desta sociedade filarmónica, refere que este segundo CD, surge por vontade da direção e dos próprios músicos, sendo um registo que fica para as gerações vindouras.

São cerca de 45 os músicos que fazem parte desta banda, um grupo considerado como bastante satisfatório, com músicos entre os 12 e os 63 anos, sendo todos naturais de Água de Pau. 

Uma filarmónica que anualmente vai participando em várias atividades, desde procissões, arraiais, eventos particulares, marchas populares, entre outros. 

Banda filarmónica Fraternidade Rural de Água de Pau que já passou pelos Estados Unidos da América, Canadá, Portugal Continental e ilha de Santa Maria, sendo que, estas deslocações, acabam por ser um prémio e incentivo aos músicos. 

Este segundo CD foi gravado no Conservatório Regional de Ponta Delgada, sob a direção do professor Emanuel Cabral, e possível com o patrocínio da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia de Água de Pau e de Emília Santos. 

Casa do Povo de Água de Pau, Conservatório de Ponta Delgada, Emanuel Cabral, Santiago Futebol Clube, músicos e maestro João Domingos, são outras entidades e privados que a direção da sociedade filarmónica endereça agradecimentos, sendo que, este CD só foi possível, com a ajuda de todos. 

De destacar que a Banda Filarmónica Fraternidade Rural de Água de Pau, com 150 anos de vida é, atualmente, considerada uma referência na tradição coletiva do concelho.

Segundo registos históricos, disponíveis no site da autarquia lagoense, a 16 de Janeiro de 1859, fundou-se a primeira banda de música na Vila de Água de Pau, designada por “União”. 

Em 1863, cria-se a segunda banda de música, denominada “Estímulo Artístico”, formada unicamente por artistas. Mais tarde, o nome da banda foi alterado para “Fraternidade Rural”, nome este que ainda hoje permanece. 

A terceira banda fundada em Água de Pau, por Luís Francisco do Couto, era chamada “Aliança”.

Em 1883, o Padre Inácio Vieira inaugurou a quarta banda desta freguesia com o nome de “Amor da Pátria”. No entanto,  todas estas bandas tiveram um percurso muito curto, desaparecendo com o passar dos anos.

A Banda Sociedade Fraternidade Rural foi a que permaneceu ao longo dos anos. 

Muitos foram os nomes conhecidos dos Presidentes desta Banda, como por exemplo Mestre José da Costa, Manuel da Ponte Branquinho, Daniel Cabral, João Ambrósio e, a atual presidente, Graça Borges. Entre os seus regentes registos para Osório Augusto Machado, Manuel Resendes, José Eduardo Moniz e, o atual regente, João Resendes. 

DL

Categorias: Cultura

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*