Sinaga rejeita suspensão da venda da antiga fábrica de álcool

Antiga Fabrica Alcool Lagoa Sinaga Açores_Jornal Diario da lagoa_ed-fev17

A administração da Sinaga rejeita uma eventual suspensão da venda da antiga fábrica do álcool, na Lagoa.

Segundo adiantou o presidente do conselho de administração da empresa pública, depois de ser ouvido na Comissão de Economia do parlamento açoriano, “para a Sinaga não seria o melhor caminho suspender a venda, mas o Governo Regional, que representa os açorianos, como proprietário da empresa, terá a sua última palavra”. 

Paulo Neves declarou que a administração da empresa entende que “a melhor solução é tentar vender o ativo o mais rapidamente possível”, adiantando que o imóvel foi colocado à venda em setembro de 2016 por 3,5 milhões de euros.

Recorde-se que a comissão reuniu para audições no âmbito do projeto de resolução do PSD que preconiza a suspensão, por três anos, da venda das instalações da antiga fábrica do álcool da Lagoa, para que o município, com o Governo Regional, possa encontrar uma solução viável para aquele espaço.

Também ouvida na comissão, a presidente da Câmara da Lagoa recordou que a autarquia vai avançar com um novo processo de classificação que integrará não apenas à chaminé, mas também outros elementos do imóvel, como é o caso da zona dos tanques de armazenamento de álcool.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*