Criação da Rota do Leite é reconhecimento da importância da fileira e contributo para a sua promoção

Rota do Leite cooperativa Agricola Arrifes agricultores (1)

A criação da Rota do Leite significa “o reconhecimento da importância da fileira e será um importante contributo para a sua promoção junto dos que nos visitam”, revelou o Secretário Regional da Agricultura e Florestas.

Para João Ponte, “a Rota do Leite é uma aposta na conjugação entre o turismo e a agricultura. A nossa paisagem é marcadamente rural, onde as nossas pastagens dão um cunho muito especial. Muitos turistas procuram-nos por essa grande ligação ao meio rural, por sermos uma Região exemplar do ponto de vista ambiental e isso deve-se ao tipo de agricultura que é feita”.

João Ponte falava na apresentação da nova sede da Confraria do Leite dos Açores e do projeto da Rota do Leite que decorreu na freguesia dos Arrifes, em Ponta Delgada.

O titular da pasta da Agricultura considera que “é um projeto que deve ser acarinhado e rapidamente posto em prática porque é mais um espaço de promoção e de divulgação daquilo que é nosso e um motivo de atratividade para aqueles que nos visitam. A Rota do Leite é um projeto que valoriza não só a atividade em si mas também a Região no seu todo.”

A criação da Rota do Leite irá permitir que os turistas assistam ao percurso desta matéria prima na zona dos Arrifes, que é considerada a maior bacia leiteira dos Açores, e aí terão oportunidade de visitar uma exploração agrícola, visitar uma cooperativa de fatores de produção e um posto de venda, ficando assim com uma visão completa de todo o ciclo da produção do leite.

A nova sede da Confraria do Leite dos Açores, que recupera um antigo posto de leite situado no Largo das Arribanas, nos Arrifes, funcionará como centro interpretativo.

As entidades promotoras são as que estiveram na origem da Confraria do Leite, ou seja, a Junta de Freguesia dos Arrifes, a Associação de Jovens Agricultores Micaelenses, a Unileite e Cooperativa Bom Pastor.

Trata-se de um projeto dinamizador, comparticipado pelo PRORURAL+ e que terá o acolhimento do Governo dos Açores, incide nos objetivos propostos pela confraria, desde a sua constituição em 2011, e que passam por proteger, divulgar e dinamizar o leite e os produtos locais açorianos.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*