Conhecidos os vencedores do Concurso de Maios na Lagoa

maios-lagoa-1classificado

A Câmara Municipal de Lagoa organizou este ano a 18.ª edição do concurso de Maios que já é uma tradição no concelho de Lagoa e que, ano após ano, conta com a participação de diversas entidades, associações e particulares que insistem em preservar este costume.

Esta edição, contou com a participação de 24 concorrentes, nomeadamente instituições, particulares e escolas, entre eles, CATL e CEFAL de Lagoa, CATL Lagoa – 1.º ciclo, CATL Lagoa – 2.º ciclo, Museu Etnográfico do Cabouco, Casa do Povo do Cabouco, Lar de Santo António – Santa Casa da Misericórdia, Lar de Jovens em Risco – Santa Casa da Misericórdia, Escola EB/JI Dr. José Pereira Botelho, Fátima Matos, ATL da Santa Casa da Misericórdia de Santo António – Lagoa, Marco Aurélio da Costa Pacheco, Centro Social e Cultural do Cabouco – Clube de Leitura, Centro Social e Cultural do Cabouco – Valência de Animação de Rua, Centro Social e Cultural do Cabouco – Ludoteca Jovem, Mercearia Central – Casa Tradicional, Junta de Freguesia de Água de Pau, Centro Social e Cultural de São Pedro, EB1/JI Tavares Canário, Maria dos Anjos Baganha, Rogério Cruz Ferreira, Sara Filipa Pimentel Joaquim Andrade, Paulo Jorge Rego Almeida, Cármen de Lurdes Rego Bernardo Franco e José António Gouveia Fernandes, notando-se o grande interesse da população lagoense em manter viva esta tradição.

Os vencedores foram José António Gouveia Fernandes que arrecadou o 1º Prémio, com o 2º prémio foi galardoado o maio de Marco Aurélio Pacheco e com o 3º prémio o ATL da Santa Casa da Misericórdia de Santo António – Lagoa.

O júri teve como principais critérios de avaliação a originalidade e criatividade, a estética e harmonia, as cores, as formas e materiais utilizados, bem como a mensagem subsequente ao maio, havendo um prémio monetário para os três melhores maios a concurso.

De realçar que, o concurso de maios é uma tradição que se assume como uma incontestável expressão da cultura popular e ocupa um lugar de relevo na memória coletiva do povo, pelo que, este concurso pretende valorizar e manter viva a tradição dos maios entre a população lagoense para que não venha a ser apenas uma recordação dos mais antigos, mas sim uma realidade das novas gerações.

DL/CML

Categorias: Cultura

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*