Problemática da toxicodependência nos Açores alvo de estudo por proposta do BE

BE bloco esquerda ALRAA jan17 Zuraida Soares

A problemática da toxicodependência nos Açores vai ser alvo de um estudo que terá como objetivo, não só a caracterização da situação atual, mas também a elaboração de propostas de intervenção adequadas aos resultados do diagnóstico que vier a ser realizado. A proposta, da iniciativa do Bloco de Esquerda, foi aprovada por unanimidade.

A proposta do Bloco de Esquerda surgiu no seguimento dos dados preocupantes que constam de estudos nacionais sobre o consumo de substâncias psicoativas, relativamente aos Açores, e fez um caminho de dois anos, desde a sua apresentação – em 2015 – até à aprovação.

O documento aprovado salienta que os índices de consumo de substâncias psicoativas, na Região Autónoma dos Açores, que constam dos relatórios anuais sobre a situação do país em matéria de drogas e toxicodependência devem ser complementados por uma investigação sistemática para que se identifiquem os fatores que lhes estão subjacentes.

O estudo, que terá que estar concluído no prazo de um ano, irá fazer a caracterização da situação atual, com particular enfoque nos consumidores, nomeadamente, quanto a escalão etário, género, situação perante a escolaridade e o emprego, condições socioeconómicas, tipologia e padrões de consumo e área geográfica de residência.

A deputada Zuraida Soares considera que a Universidade dos Açores deve ser parceira do estudo.

DL/BE

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*