Operário ainda acredita ser possível chegar aos lugares cimeiros da tabela

operario-futebol-lagoa-acroes-golo-festejo-jogadores-_out16

A apenas quatro jornadas para o final da primeira fase do Campeonato de Portugal Prio, o treinador do Clube Operário Desportivo (COD) acredita que ainda é possível conseguir chegar aos lugares cimeiros e garantir de imediato a manutenção na prova.

André Branquinho, em declarações a Jornal Diário da Lagoa, diz que enquanto for possível matematicamente, é necessário acreditar.

O técnico fabril diz esperar do COD uma equipa determinada a vencer os encontros que tem pela frente. “Estamos abaixo da pontuação que gostaríamos de ter nesta altura da época, pelo menos mais 3 ou 4 pontos, mas vamos tentar nestas ultimas quatro jornadas somar  por vitorias os encontros que vamos ter pela frente, para somar maior número de pontos possíveis, para tentar fazer as contas na reta final dos dois primeiros lugares”, refere o treinador da equipa principal do Operário. André Branquinho adianta ainda que “é difícil, mas enquanto matematicamente for possível temos a obrigação de tudo fazer para tentar alcançar este sonho, sabendo que já não depende apenas de nós”.

O técnico fabril diz querer chegar ao final da prova com a consciência de que tudo foi feito. “É com esta ambição e determinação que o Operário vai encarar estas últimas quatro jornadas da primeira fase”.

André Branquinho falava ao Jornal Diário da Lagoa, na antevisão do encontro deste domingo, referente à 15ª jornada da prova, em que coloca frente a frente, na Lagoa, o 6º e 7º classificados, Operário e Sernache, respetivamente.

Questionado sobre o que falhou à equipa da Lagoa, principalmente nestas últimas jornadas, André Branquinho diz que houve falta de competência em algumas situações e falta de sorte em outras. O técnico recordou ainda o facto do plantel fabril ser curto, em que não dá a possibilidade de dar alguma frescura física aos atletas , “a equipa recente-se dessa falta de opções e, devido a isso, só tenho que enaltecer o trabalho dos meus atletas em que, cada um deles, tem demonstrado que não se escondem ao trabalho, e que apesar do plantel ser curto, continuam a trabalhar de forma afincada para a obtenção de resultados, que devido a um conjunto de fatores não têm surgido como esperado”.

Em relação ao futuro, André Branquinho diz que a equipa tem que lutar com as armas que estão ao seu alcance, sendo que em termos de reforços, para já, apenas há a registar a chegada de João Brum, ex-Ideal, que vem reforçar a frente de ataque do Operário.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*