Câmara Municipal de Lagoa lamenta falecimento de Jaime Sousa Lima

camara-de-lagoa-lamenta-falecimento-de-jaime-sousa-lima

A Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, manifesta pesar pela perda de Jaime Sousa Lima, antigo Presidente da Autarquia lagoense entre 1955 e 1959 que faleceu no passado dia 31 de Dezembro de 2016 e que ficou conhecido como sendo “um grande impulsionador do sector industrial na Lagoa.”

Segundo a autarquia, Jaime de Sousa Lima desempenhou o “cargo de Presidente da Câmara Municipal com enorme dedicação e em prol da qualidade de vida no concelho”. O antigo autarca foi agraciado com a Medalha de Ouro do Município em 2003, como reconhecimento pelo trabalho prestado ao concelho, sendo considerado como um dos últimos grandes impulsionadores de desenvolvimento económico e social do concelho de onde era natural.

Recorde-se que, durante o seu mandato, empenhou a quase totalidade do seu tempo em prol de ações e projetos visando a melhoria da qualidade de vida dos lagoenses e seu concelho, dos quais se destacam: o abastecimento de água potável na Lagoa (1955); a constituição da Federação de Municípios, com vista à produção, transporte e distribuição de energia elétrica na ilha de S. Miguel (1955); a construção da ponte em Alvernaria, localizada sobre a ribeira que liga os lugares da Caloura e das Arrudas, na Freguesia de Santa Cruz (1955); a construção da Conduta da Adutora (1956); a pavimentação das principais ruas (1956-1958); a substituição da rede de abastecimento de água potável na zona baixa da cidade, incluindo a construção de um reservatório de 650m3 (1956); o contrato com o Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública, que previa a deslocação de um guarda de 1.ª classe (1956). Projetou ainda a construção de três reservatórios em 1956; iluminou os Bairros dos Pobres e dos Pescadores (1957); foi responsável pela reparação do mercado de peixe de Água de Pau (1957) e pelo aproveitamento da Nascente dos Lourinhos para o abastecimento de água (1957).

Destacou-se também pelos grandes investimentos, nomeadamente a construção de fábricas, o que possibilitou a criação de mais postos de trabalho, sendo um grande impulsionador do desenvolvimento do setor industrial na Lagoa.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*