Conselho Municipal de Juventude aprova Orçamento Municipal 2017 na Lagoa

lagoa-acores-camara-munucipal-orcamento-participativo-jovem-conselho-juventude

O Conselho Municipal de Juventude de Lagoa reuniu a 12 de dezembro, tendo emitido parecer favorável sobre o cabimento orçamental disponibilizado para a política de juventude, em 2017.

Constituído por representantes de cerca de 60 associações e instituições de diversas áreas de intervenção, desde a ação social à educação, passando pelo desporto e pela política, entre outras, esta foi apenas a segunda vez que o Conselho Municipal de Juventude reuniu desde a sua constituição, que ocorreu durante o presente ano. Além da emissão do parecer sobre o Orçamento Municipal 2017, a ordem de trabalhos contemplou a realização de um balanço do Orçamento Participativo Jovem (OPJ) 2016 e apresentação dos moldes em que decorrerá o OPJ 2017, bem como a eleição de membros para integrar a Comissão de Análise Técnica e a Comissão Permanente.

O cabimento orçamental afeto à juventude representa cerca de 7% do orçamento municipal, ou seja, 741.935€ dos 10.660.000€ definidos pela autarquia lagoense para o ano de 2017. Nestes estão incluídos os 25.000€ disponibilizados para o OPJ 2016 e os 25.000€ que serão mobilizados para a execução de propostas no âmbito da edição de 2017 do OPJ.

Em jeito de balanço, foi feito um ponto de situação sobre o trabalho desenvolvido para executar as propostas vencedoras do OPJ 2016, a recordar, um parque de campismo e uma casa de apoio a atividades de montanha. Apesar de alguns obstáculos burocráticos que têm surgido, a Câmara Municipal de Lagoa está a fazer tudo o que está ao seu alcance para que estes projetos sejam materializados o mais breve possível, recordando que apesar de terem resultado da iniciativa de 2016, a sua execução não está limitada ao ano que agora está prestes a terminar.

Quanto ao OPJ 2017, o Conselho definiu as linhas gerais em que este decorrerá, sendo esperados mais detalhes mês de janeiro, altura em que a divulgação irá ser iniciada.

Como nota final, a Vereadora Elisabete Tavares salientou uma vez mais a importância do envolvimento dos jovens na sua comunidade, sendo o principal objetivo da política de juventude impulsioná-los para o exercício de uma cidadania ativa, em prol do bem-estar comum. Para tal, lembrou, é fulcral o envolvimento e participação de todas as associações/clubes e entidades do concelho.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*