Gilberto Borges faz um balanço positivo do ano de 2016 para a Junta de Freguesia do Rosário

gilberto-borges-presidente-freguesia-rosario-jornal-diario-lagoa-acores

Gilberto Borges, o presidente da Junta de Freguesia do Rosário, considera que o ano de 2016 foi um ano positivo, “dentro das condicionantes que nós temos e dentro do nosso orçamento”. Segundo adiantou em declarações ao Jornal Diário da Lagoa, existe, para a junta, “um orçamento muito pequeno, à volta dos 145 mil euros, do qual uma grande percentagem, 72%, são para o pagamento de vencimentos. O que resta já é pouco para o investimento. Além disso, temos os nossos compromissos, sendo que todos os anos fazemos protocolos com todas as instituições da freguesia, o que nos leva também uma fatia. Depois temos o compromisso natalício, que é fazer a iluminação aqui no centro da freguesia e da cidade. A partir daí, com o pouco que nos cresce, ainda conseguimos apoiar algumas famílias, nomeadamente pequenas reparações”.

Em 2016, destaca-se, claramente, “o apoio que damos às famílias, nomeadamente através dos programas de emprego, o que é importante, pois ainda temos muita gente desempregada”. Mas, mesmo assim, muito ficou por fazer. “A Câmara Municipal de Lagoa tinha algumas projetos a serem realizados na freguesia, mas a maior parte não foram executados, pois faltaram os apoios da comunidade europeia. Para 2017, está programada a construção da ciclovia da cidade, a recuperação e requalificação da Praça da Nossa Senhora do Rosário e a construção do Mercado Municipal, que vai ser localizado, aqui, na freguesia do Rosário”, referiu Gilberto Borges ao nosso jornal.

“Ao nível das atividades dinamizadas pela junta de freguesia, em 2017, podemos contar com os passeios com os idosos, com a iluminação de Natal, e com os eventos habituais de verão, sendo que, no verão de 2016, fizemos 18 dias de festa, não consecutivos, mas alterados, aos fins-de-semana”, adiantou ainda o autarca.

Relativamente a uma possível candidatura para as eleições autárquicas que se aproximam, o presidente da Junta de Freguesia do Rosário é reservado, considerando que a mesma depende sempre do partido. Acrescenta ainda que “se o partido concordar que seja o candidato, então estou disposto a sê-lo”.

Gilberto Borges deixa ainda, para este ano que agora se iniciou, “uma mensagem de esperança e votos para que possam ter um futuro mais risonho, para que se consigam mais empregos, que são muito necessários”, disse.

DL/AS/JTO

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*