Interprofissional do leite deve avançar

sofia-ribeiro-eurodeputada-estrasburgo-parlamento-europeu

A eurodeputada Sofia Ribeiro entende ser necessário avançar com criação de uma interprofissional do leite, na Região, que permita, no fundo, fazer uma articulação e uma regulação, quer a nível da formação de preços, quer a nível da definição de qual é o tipo de produtos que se deverá investir.

Sofia Ribeiro reconhece que, nos Açores, não se pode trabalhar em larga escala, por isso é preciso investir na qualidade do produto e certificar a qualidade desse mesmo produto, o que implica uma aposta na investigação e inovação.

A eurodeputada entende que “o argumento avançado pelo governo regional de que não faria sentido fazer-se uma intermunicipal nos Açores, porque já existe uma em Portugal, caiu por terra quando, de visita aos Açores, os responsáveis técnicos do Ministério da Agricultura, do governo de Passos Coelho, avançaram que para a situação específica dos Açores se faria uma derrogação à Lei para que se pudesse ter uma interprofissional do leite nos Açores, o que acabou por não acontecer, sendo que o governo acabou por criar um Centro Açoriano do Leite e Lacticínios”.

Por outro lado, Sofia Ribeiro entende que deve ainda ser feito um trabalho que vá no sentido de garantir a segurança do agricultor.

Para a eurodeputada, é necessário fazer a regulação da cadeia agroalimentar, um trabalho que tem que ser feito pela Europa. Sofia Ribeiro diz estar na linha da frente dessa defesa, tendo sido convocada pela atual presidência Eslovaca, para que se possa avançar relativamente a esta necessidade, mas entende também, e espera que este seja o trabalho que marque esta segunda fase do seu mandato, que será, poder estabelecer mecanismos de regulação do preço do leite, com um mecanismo de salvaguarda que, se o preço se situe abaixo daquilo que seja considerado um limite mínimo, haja uma compensação ao agricultor.

Diz Sofia Ribeiro que este é um trabalho que não é novo, já havia sido iniciado no mandato anterior, por um colega francês, estando-se neste momento a tentar relançar esta medida.

DL

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*