Cabaz de Natal é mais barato na Lagoa, diz estudo da ACRA

Mercadinho Natal ALgoa

Nos últimos dias de novembro e primeiros de dezembro, a ACRA visitou as principais superfícies de distribuição alimentar em São Miguel, Terceira, Pico e Faial recolhendo preços praticados em produtos previamente escolhidos para definição do cabaz de Natal deste ano. O objetivo passou por identificas o melhor preço praticado em cada superfície para cada produto. Foram excluídos à partida preços reservados a consumidores com cartões de desconto ou de fidelização.

Da comparação dos dados obtidos, a ACRA chegou  à conclusão que os cabazes de Natal mais baratos em média são os comprados em São Miguel (€ 89). No entanto não é verificável uma relação inversa entre a dimensão do público alvo (população de cada ilha) e preço do cabaz, já que não é na Terceira (€ 93) que encontramos os cabazes que merecem a prata dos preços, mas sim no Faial e no Pico (€ 92).

Quanto aos resultados dentro de cada uma das ilhas, em São Miguel um diferença considerável entre o preço mais baixo por cabaz na Lagoa (€ 84) e os mais altos (€ 92) em Fajã de Baixo, Ponta Delgada e Vila Franca. As outras três localidades (São Gonçalo, Ribeira Grande e Valados) apresentam valores mais próximos do mais baixo do que dos mais elevados.

Ao analisar a composição do cabaz por grupos de produtos e o reflexo que análise aporta à composição de custo dos cabazes as diferenças de ilha para ilha não são significativas. O gasto com cada categoria de produto é percentualmente equivalente nas diferentes ilhas.

Segundo a ACRA, os preços recolhidos correspondem sempre que possível a produtos de marca branca e sempre aos preços mais baixos para o consumidor em geral. São assim ignorados todos os produtos cujos preços mais favoráveis estão apenas acessíveis a consumidores especiais, por exemplo, possuidores de talões de desconto ou cartões de fidelização.

DL/ACRA

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*