BE quer referendo sobre incineração em S. Miguel e defende suspensão do atual projeto

bloco-de-esquerda-be-zuraida-soares-antonio-lima

O Bloco de Esquerda desafia a Associação de Municípios de São Miguel (AMISM) – que reúne amanhã – a suspender o processo de construção da central de incineração que está em curso, e defende a realização de referendos locais em todos os concelhos da ilha, para que haja um esclarecimento sobre todas as alternativas.

António Lima, coordenador da Comissão de Ilha de São Miguel do BE, diz que se o PS não quiser ouvir as pessoas sobre esta matéria “é porque tem medo de não conseguir justificar” o atual projeto de construção de uma mega incineradora, ou “porque está a tentar esconder alguma coisa”.

O BE é contra a opção pela incineração nos Açores por considerar que não responde às necessidades de aumento das taxas de reciclagem que a Região está obrigada a cumprir até 2020, por ser de muito duvidosa sustentabilidade económica e por colocar em risco a saúde pública.

Zuraida Soares, coordenadora regional do BE e deputada, admitiu levar o assunto ao parlamento, mas, para já diz que é preciso “esperar pelo resultado da reunião de amanhã da AMISM, que irá abordar esta questão”.

DL/BE

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*