“Escolas Solidárias Fundação EDP” chega aos Açores

Alunos escola mochils

Acaba de arrancar a 7ª. Edição do programa “Escolas Solidárias Fundação EDP”, iniciativa que chega agora também à região Autónoma dos Açores. Destinada a todas escolas públicas e privadas do 2.º Ciclo ao Ensino Secundário, este projeto pretende mobilizar professores e alunos a serem agentes de mudança positiva, contribuindo para a melhoria de situações concretas identificadas nas comunidades onde estão inseridos.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, para além da chegada aos territórios insulares- Açores e também Madeira – outra das grandes novidades para a Edição de 2016/ 2017 é o facto de esta iniciativa contar agora também com o selo oficial da Secretaria de Estado da Educação e da Direção Geral da Educação.

Com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas, o “Escolas Solidárias Fundação EDP” apoiou, nos últimos 6 anos, mais de mil projetos de intervenção em áreas como Pobreza e Fome, Desemprego, Educação, Literacia, Saúde e apoio à População Sénior, entre outras. Mais de 620 escolas já participaram neste movimento.

No ano letivo 2015/16 esta iniciativa envolveu mais de 30 mil alunos e professores de 346 Escolas, os quais investiram Solidárias investiram mais de 2,5 milhões de horas em a desenvolver projetos com impacto na melhoria das condições de vida de mais de 140 mil pessoas.

Miguel Coutinho, administrador executivo e diretor-geral da Fundação EDP, assinala que “este projeto foi criado com o objetivo de estimular a cidadania de alunos e professores, desafiando-os a refletir sobre a sua comunidade e os problemas nela existentes e, claro, a agir. Acreditamos que o exercício da cidadania deveria estar em todos os currículos escolares e a Fundação EDP quer ter uma participação ativa neste domínio. Este é um movimento que tem tudo para se tornar uma onda de participação cívica”.

A promoção da cidadania ativa e da solidariedade são os principais objetivos do Escolas Solidárias Fundação EDP. A cada nova edição, milhares de alunos e professores têm tido a capacidade de surpreender com a sua entrega e dedicação a projetos solidários. Trata-se de um verdadeiro movimento nacional de escolas solidárias que, acima de tudo, pretende ensinar e motivar os alunos a fazerem a diferença, colaborando na construção de uma sociedade mais inclusiva, de um futuro comum mais próspero.

DL/FXT

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*