III Festival de Sopas de Água de Pau realizado com grande sucesso

festival-sopas-agua-de-pau-associacao-os-quiridos-vencedores

O Centro Comunitário João Bosco Mota Amaral, na Vila de Água de Pau, na Lagoa, recebeu, pelo terceiro ano consecutivo, o Festival de Sopas, que teve lugar a 6 de novembro.

O festival, organizado pela Associação Criativa e Promotora de Eventos Culturais “Os Quiridos”, recebeu mais de duas centenas de pessoas para degustar as 15 sopas a concurso e doces tradicionais.

Num convívio com animação musical e cultural, para o Presidente da Associação, João Cabral, o III Festival de Sopas foi um sucesso e “de ano para ano, as coisas têm crescido, sempre no bom sentido”.

Este ano o evento contou com algumas diferenças, nomeadamente com a participação de sopas provenientes de outros sítios fora da comunidade pauense, demonstrando que o Festival “está a ser projetado fora do concelho”.

joao-cabral-associacao-os-quiridos-entrevista-jornal-diario-da-lagoa-acores

Duas sopas destacavam-se pela sua originalidade por representarem a gastronomia e cultura de outro país, em concreto a sopa Moçambicana e Indiana. Para João Cabral, estas sopas trazem “sabores diferentes” aos sabores tradicionais das sopas açorianas.

A aderência do público de fora da freguesia demonstrou a vontade, tanto dos açorianos como dos turistas, de fazer a degustação das diversas sopas.

cristina-calisto-decq-mota-presidente-camara-de-lagoa-acores-jornal-diario-da-lagoa1

O III Festival de Sopas “promove o convívio nesta Vila e como o tempo já é mais frio apetece mesmo umas sopinhas e temos uma tarde em que esta sala esteve sempre cheia e continua cheia e com as pessoas a chegarem”, referiu, ao Jornal Diário da Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, a Presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

Por outro lado, o “momento recreativo e de laser” permitiu “escutarmos as tradições da Vila de Água de Pau” com “os grupos musicais aqui da terra”, nomeadamente com a atuação do Grupo de Cantares Vozes do Monte Santo e do Grupo Folclore Jovem Pauense.

A “Açorda Cabreira”, da Santa Casa da Misericórdia de Santo António, foi a grande vencedora entre as 15 sopas em concurso.

festival-sopas-agua-de-pau-associacao-os-quiridos-sopa-vencedora-acorda

O prémio foi recebido com grande agrado pelas três cozinheiras, Joana Almeida, Lurdes Florença e Maria dos Anjos Esteireiro, revelando que “o segredo é ser uma sopa muito antiga e que ninguém se lembrou de fazer senão a gente”, sendo a açafroa e o limão os ingredientes que fazem toda a diferença.

Em segundo lugar ficou a “Sopa de Açafroa” e em terceiro a “Sopa dos Pobres”.

Ao Diário da Lagoa, o Presidente da Associação Criativa e Promotora de Eventos Culturais “Os Quiridos”, João Cabral, garante que “é para continuar” e assim sendo podemos aguardar um IV Festival de Sopas para 2017.

DL/AS

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*